Sem confirmação, Piracicaba registra 17 casos suspeitos de coronavírus

A Secretaria de Saúde fechou o dia de ontem com 17 casos suspeitos do novo coronavírus e mantém os cinco descartados. Os novos casos registrados na cidade são duas mulheres de 69 e 57 anos que viajaram à Itália e França e um homem de 39 anos com histórico de viagem para a Inglaterra.

Não há confirmação da doença na cidade ou na região. Mesmo assim, o anúncio da pandemia feito pela OMS (Organização Mundial de Saúde), provocou reflexos em alguns setores.

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) comunicou ontem que, em virtude da pandemia de coronavírus, estão suspensas de 13 a 29 de março todas as atividades da universidade. “Serão mantidas apenas as atividades essenciais, a ser definidas e informadas à comunidade pelo comitê de crise criado pela Reitoria”, informou em nota.

Em Piracicaba, a FOP (Faculdade de Odontologia de Piracicaba) seguiu as orientações da Unicamp e suspende as aulas, as clínicas e os atendimentos realizados a partir de hoje até o dia 29.

As reitorias da USP (universidade de São Paulo) e da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) informaram que criaram comitês de acompanhamento do coronavírus nos campi e realizar atualizações periódicas das recomendações da autoridade sanitária, nessas instituições as aulas não serão suspensas.

A Fumep (Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba) informa que as aulas serão mantidas regularmente em suas unidades educacionais “Diferente das medidas que vêm sendo adotadas por algumas instituições de ensino e organizações em decorrência do coronavírus, entendemos que as situações são pontuais e que seguindo as orientações das autoridades de saúde locais, a situação na Fumep é de tranquilidade e prudência”, disse o diretor executivo Antônio Carlos Giuliani.


MEDIDAS

O Governo do Estado de São Paulo anunciou ontem sete macromedidas para enfrentamento completo e eficaz ao novo coronavírus. O plano visa garantir estrutura e assistência eficaz nos hospitais públicos sob responsabilidade do Estado e aumento da prevenção à doença.

A lista inclui criação de novos leitos SUS; compra de kits diagnósticos; aquisição de respiradores; reforço nos estoques de insumos hospitalares; esquema especial de gestão de leitos; treinamento de serviços de saúde para ativação de protocolo único de atendimento; e recomendações específicas para prevenção e atendimento aos idosos.

O número de casos confirmados do novo coronavírus subiu para 77 na atualização mais recente do Ministério da Saúde, divulgada ontem.

O aumento se deu sobretudo em São Paulo e no Rio de Janeiro, estados foco do vírus no país. No primeiro, os casos confirmados saíram de 30 para 42 entre os dois balanços de hoje. Já no Rio, aumentaram de 13 para 16.

A Região Norte é a única sem casos confirmados. Roraima, Amapá e Tocantins não tiveram até o momento nenhum caso confirmado ou suspeito.



Beto Silva

b[email protected]