Sem dinheiro, Hospital Ilumina fecha as portas a partir de 2ª feira

0
2.001 views
Foto: Claudinho Coradini/JP

Instituição apresentou problemas no caixa em abril, quando não houve o repasse das emendas

Marcado pelas ações de conscientização e de enfretamento do câncer de mama, o Outubro Rosa deste ano será lembrado negativamente em Piracicaba. Em pleno mês em que as atenções estão voltadas para o tratamento da doença, a direção do Hospital Ilumina anunciou a suspensão dos serviços a partir de segunda-feira (11), após pouco mais de dois anos de funcionamento.

Sem dinheiro para pagar salários há dois meses, a presidente do conselho de administração da Associação Ilumina e fundadora da instituição, a médica Adriana Brasil, anunciou nesta sexta-feira (8), que o atendimento às pacientes está suspenso.

A médica disse que o atendimento vai ser retomado assim que sejam conseguidos os recursos para o pagamento dos funcionários. Adriana aproveitou para antecipar o lançamento da campanha “Um milhão de amigos”, que pretende ampliar do número de pessoas físicas doadoras de recursos para o hospital.

A proposta é de que cada piracicabano doe, no mínimo, R$ 9 todo mês. Um dos slogans da campanha é “deixe o Ilumina salvar você”. Neste primeiro momento, a interrupção no atendimento só atinge o hospital. A carreta permanecerá na Estação Paulista, até o dia 14. “Vai continuar porque os funcionários decidiram atender a demanda de mamografias”, afirmou Adriana destacando o comprometimento dos profissionais com a fila de espera de exames.

A instituição apresentou problemas no caixa em abril, quando a prefeitura não repassou emendas parlamentares no valor de R$ 700 mil. A presidente tentou dialogo com a prefeitura e a Secretaria de Saúde e, sem sucesso, o caso foi resolvido na Justiça, que determinou o repasse.

Há cerca de 15 dias, uma trégua entre a administração municipal e a diretoria do Ilumina foi anunciada pelo hospital. Na coletiva de ontem para anúncio do fechamento, não houve críticas à prefeitura.

A prefeitura não se manifestou oficialmente sobre a suspensão dos serviços do Hospital Ilumina. Mais tarde, o prefeito Luciano Almeida (DEM) usou as redes sociais para desmentir fake news que, segundo ele, atribuíam o fechamento à prefeitura.

“O fechamento do hospital não tem relação à gestão financeira da policlínica com os repasses de recursos pela prefeitura”, afirmou Luciano. “A prefeitura vai colaborar no sentido de colaborar para reabrir faremos o necessário”, afirmou o democrata.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

12 − dez =