Prefeitura anunciou que cemitérios vão permanecer fechados aos visitantes de 28 de outubro a 2 de novembro. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

A pandemia de covid-19 vai influenciar no Feriado de Finados, celebrado nesta dia 2 de novembro. Seguindo o protocolo que preconiza o distanciamento social, a Prefeitura de Piracicaba anunciou ontem que os cemitérios municipais da Vila Rezende, Saudade e Ibitiruna e o Parque da Ressurreição permanecerão fechados aos visitantes da próxima quarta-feira (28) até a segunda-feira (2 de novembro).

A prefeitura comunicou que nesses dias, os cemitérios estarão com atendimento para sepultamentos, exumações e velórios, além de construções e reformas já iniciadas.

“Embora Piracicaba já esteja na fase Verde do Plano São Paulo desde a sexta-feira (9), a abertura dos cemitérios para um público grande de pessoas, como acontece tradicionalmente no feriado de Finados, só pode ocorrer após o município estar 28 dias nessa fase”, informou a prefeitura, em nota.

Com o fechamento, cerca de 40 mil pessoas deixarão de visitar os túmulos de familiares e amigos neste feriado nos três cemitérios municipais. Segundo a Sedema (Secretaria de Defesa do Meio Ambiente) esse foi o público de visitantes no Feriado de Finados do ano passado.

MISSAS SUSPENSAS

Com o fechamento dos cemitérios na cidade, a Diocese de Piracicaba suspendeu a realização de missas.  A prefeitura comunicou ontem que, em razão da pandemia e, consequentemente, das restrições sanitárias, a Diocese de Piracicaba informou que este ano, excepcionalmente, a programação religiosa de Finados realizada nos cemitérios de Piracicaba está suspensa.

Com isso, as missas de Finados serão celebradas nas 30 igrejas paroquiais de Piracicaba, onde há melhor disponibilidade para acolher os fiéis. A Santa Missa Solene será realizada no dia 2 de novembro (segunda-feira) na Catedral de Santo Antônio, às 10h, presidida pelo bispo diocesano, Fernando Mason.

  DENGUE

 A Câmara dos Vereadores de Piracicaba aprovou na segunda-feira o projeto de lei que regulamenta medidas de prevenção contra a dengue, zika e chikunguya nos cemitérios da cidade.

De autoria do vereador Pedro Kawai (PSDB), o projeto  traz em sua justificativa reforçar as campanhas de mobilização pelo combate ao Aedes aegypti transmissor das doenças.

Beto Silva

[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 + 19 =