Sem Zona Azul, vendas do comércio no Centro já caíram 10%, aponta CDL

Foto: Alessandro Maschio/JP

Sem rotatividade nas vagas, diminui quantidade de consumidor

Mais uma data especial para comércio se aproxima sem que a cidade tenha implantado o sistema de estacionamento rotativo (Zona Azul) na área central. Com isso, os lojistas devem amargar outra redução nas vendas para o Dia dos Pais, assim como ocorreu nas datas dedicadas às mães e aos namorados. De acordo com a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Piracicaba, a falta de rotatividade das vagas de estacionamento nessas datas, em que ocorre o aumento nas vendas do comércio de rua no Centro, tem impacto nas vendas entre 5% e 10%.

“Isso tem atrapalhado muito o comércio no Centro, nós estávamos brigando para que tivesse sido resolvido no Dia das Mães, mas infelizmente não foi possível. Nós já estamos começando a ficar preocupados que vamos chegar em dezembro, sem Zona Azul”, afirmou o presidente da CDL, Reinaldo Pousa.

Segundo ele, não há um número exato do impacto negativo nas vendas pela falta de rotatividade das vagas. “A falta de rotatividade é o que nos preocupa, o cliente – principalmente na época de pagamento – nessas datas principais, a gente sabe que as pessoas vêm ao Centro, não acham vagas e acabam comprando no comércio do seu bairro ou no shopping”, afirmou.

“Então o impacto da nossa previsão girou em torno de 5% a 10% é a média que a gente entende que está prejudicando as vendas do comércio essa falta da Zona Azul”, apontou.

A cobrança do serviço está suspenso desde o final de abril depois que a prefeitura e o Ministério Público do Estado de São Paulo recorreram no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São paulo) da decisão da Justiça em primeira instância, que determinou a manutenção do serviço pela empresa até uma nova licitação. O tribunal acatou os pedidos e considerou que o serviço não é considerado essencial.

Após iniciar o processo de licitação, em maio, a administração municipal suspendeu o trâmite para reduzir de dez para cinco anos a concessão do serviço.

A abertura do novo processo de licitação da Zona Azul foi publicada no DOM (Diário Oficial do Município) em 22 de junho, já prevendo cinco anos de contrato. As empresas têm até 8 de agosto para apresentar as propostas. A prefeitura não informou a estimativa de implantação do serviço de estacionamento rotativo.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

2 × três =