Estudantes vendem hortifrútis a preço simbólico no varejão

Foto: Thais Passos/Prefeitura de Piracicaba/Divulgação

Verduras e legumes são colhidos na horta da escola; ação integra disciplina Horta Empreendedorismo

Alunos da Escola Estadual Dionetti Callegaro Miori passaram a ter um espaço disponibilizado pela Sema (Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento) no Varejão do Água Branca, para venda de hortifrutis colhidos direto da horta da escola. Alface, almeirão, salsa, poejo e mudas de morango, alecrim e hortelã são vendidos por preços simbólicos, além da distribuição gratuita de mudas de ora-pro-nóbis. 

A horta começou em 2013, sob orientação do professor Élcio Maichaki, e hoje conta com 12 canteiros, com capacidade para 800 mudas de alface. A interação com a horta é inclusa na disciplina eletiva Horta Empreendedorismo, oferecida aos alunos do ensino médio. 

“Nosso primeiro dia de varejão foi espetacular. Os alunos me disseram que se sentiram muito felizes de estarem vivenciando a experiência prática na relação com as pessoas”, disse Élcio, que orienta o projeto da horta junto ao professor Marcos Roberto Grunow. 

Para a secretária da Sema, Nancy Thame, essa parceria mostra-se necessária para fomentar a participação dos jovens na agricultura urbana e dar início a mais colaborações com escolas estaduais e municipais de Piracicaba. 

“As hortas nas escolas já são uma realidade em alguns espaços, mas a demanda tem crescido e virou um grande projeto com o qual a Sema pretende colaborar. Além de utilizar espaços que podem estar ociosos, as hortas são uma ótima forma de desenvolver planos educativos com as crianças”, disse Nancy, que já indica a extensão da parceria com os alunos da Escola Estadual Dionetti Callegaro Miori até o segundo semestre, com a possibilidade da participação em outros varejões do município. 

A banca dos alunos funcionará toda terça-feira, durante o Varejão do Água Branca, das 14h às 19h30, na rua Edne Rontani Bassetti, esquina com a rua Montevidéu, 232. Na próxima semana, os alunos voltam ao Varejão Municipal do Água Branca com mais produtos. O projeto também passará a contar com mudas de ervas medicinais e sabão feito pelos alunos na disciplina de química.

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

três × 1 =