SEMAE: Moradores reclamam de vazamento e demora na manutenção

Moradores do Parque Piracicaba (Balbo) reclamam da demora para conserto de vazamento no bairro. (Claudinho Coradini/JP)

Moradores de dois bairros de Piracicaba reclamam de vazamentos de água e da demora do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) em atender as chamadas para manutenção. Na Balbo, a comerciante Célia Pires Jorge contou que, desde a madrugada da última segunda-feira, teve início um vazamento na rua Osasco.

Ela disse que ligou para a autarquia informando o problema e foi avisada que uma equipe iria ao local para verificar, o que não ocorreu até a tarde de ontem. “Eu liguei novamente ontem (quarta-feira) e disseram que não havia vazamento no local e que a equipe já havia verificado”, contou ela acrescentando que outro vizinho também entrou em contato com o Semae e recebeu a mesma informação.




O fato é que o vazamento de água na via entrou ontem em seu quarto dia, sem uma solução.

Há um mês, Ronaldo Almeida informou o Semae sobre um vazamento na rotatória existente entre a Estrada do Bongue e a rua dos Dourados. “No dia 4 de dezembro eu vi que começou a vazar água”, contou. Ele disse que ligou no Semae e recebeu um número de protocolo. Ontem, Almeida entrou em contato novamente e foi informado que não havia registro da reclamação. “Ela disse que não havia registro, tentou me transferir para outro setor e caiu a ligação”, contou.

Almeida disse não ser possível identificar se é vazamento de água tratada ou esgoto, mesmo assim ele cobra uma vistoria para identificação do problema.

No final da tarde de ontem, a assessoria de imprensa informou que a reclamação da moradora da Balbo foi recebida ontem e encaminhada ao setor responsável.

Já o problema verificado na Estrada do Bongue, o setor informou que na rotatória entre a avenida Jaime Pereira com rua dos Dourados há um poço de visita da rede de telefonia, o qual está com infiltração, entretanto, não se trata de água potável, nem efluente doméstico. A assessoria indicou que o problema deve ser encaminhado à Semob (Secretaria Municipal de Obras).

Beto Silva

[email protected]