Sepultamentos aumentaram 54% em relação ao ano passado

Foto: Alessandro Maschio/JP

Total de enterros realizados neste semestre equivale a 69% de todos os sepultamentos do ano passado

O número de sepultamentos realizados de janeiro a junho deste ano nos cemitérios municipais de Piracicaba é 54% maior que o serviço realizado no mesmo período do ano passado. Já o total de enterros realizados neste primeiro semestre equivale a 69% de todos os sepultamentos do ano passado. De acordo com as informações da Sedema (Secretaria de Defesa do Meio Ambiente) nos seis primeiros meses deste ano foram 1.652 sepultamentos ante os 1.068 realizados no ano passado. Os serviços feitos em 2021 são ainda 52% superiores ao registrado em 2019.

As informações fornecidas pela prefeitura se referem aos cemitérios da Saudade, Vila Rezende e Ibitiruna, que são os cemitérios públicos de Piracicaba.

Segundo as informações da administração municipal, a média diária de sepultamentos no mês de junho aumentou de 6,67 sepultamentos em 2020, para 10,57 no mês passado. Já no mês de abril, quando houve o maior número de sepultamentos nos cemitérios municipais, a média diária mais que dobrou; dos cinco sepultamentos por dia registrados em abril do ano passado, o mesmo mês deste ano apontou uma média diária de 11,03 enterros.

No total, em abril deste ano, foram realizados 331 sepultamentos nos cemitérios públicos de Piracicaba, enquanto no mesmo do ano passado, foram 150 e em 2019 outros 173 procedimentos.

Conforme as estatísticas da secretaria municipal, a média de sepultamentos nos seis primeiros meses deste ano é de 9,03, enquanto em todo 2020 essa média ficou em 6,63 enterros.

SEPULTAMENTOS
De acordo com os dados da Sedema, até o mês de junho do ano passado, a media diária de sepultamentos era até 6,53, com total sempre abaixo de 200 procedimentos mensais. Já a partir deste mês, diariamente passaram a ser feitos até sete enterros por dia nos três cemitérios municipais.

Desde o início deste ano, diariamente passaram a ser feitos acima de sete sepultamentos por dia e o total de serviços ao mês se manteve acima de 200. O aumento dos sepultamentos pode estar associado à pandemia de covid-19, que até a quinta-feira fez 1.212 vítimas fatais na cidade.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

2 × 4 =