Setor de serviços é o que mais emprega com carteira assinada

Foto: Alessandro Maschio/JP

Concentrando em quase 40%, a prestação de serviços fica a frente da indústria até maio de 2021

O setor de serviços é o que mais contratou trabalhadores com carteira assinada até maio deste ano em Piracicaba. O setor concentra quase 40% dos postos formais no mercado de trabalho, com pouco mais de 44 mil empregados. Em segundo lugar vem a indústria: quase 39 mil trabalhadores. Os números são do último Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado na quinta-feira, dia 1º pelo Ministério da Economia.

Em serviços, as vagas que mais contratam é o segmento de informação, comunicação, atividades financeiras, imobiliárias e administrativas, concentrando a maioria dos contratados com quase 17.500 empregados.

Fabiano Ravelli, diretor financeiro do Sincop (Sindicato dos Contabilistas de Piracicaba), comenta sobre sua área que emprega mais de 1.000 pessoas. “Atualmente, no mercado contábil, quando falamos em vagas, podemos incluir empresas e organizações contábeis, com maior disponibilidade para vagas para contador, analista contábil sênior, analista fiscal e estagiários do curso de Ciências Contábeis.”

Sobre o perfil, Ravelli dá dicas sobre o perfil profissional ideal: “para entregar ao cliente aquilo que ele deseja e da forma como deseja, é preciso mudar, fazer melhor e diferente”. “Podemos aqui mencionar o profissional que o mercado contábil busca: uma pessoa atualizada, organizada, com dinamismo e experiência e com pró atividade, principalmente durante a pandemia, que exige cada vez mais um profissional totalmente atualizado quanto às mudanças da legislação.”

Arquitetura e engenharia é outro segmento que se monstra com boa empregabilidade na cidade neste ano: quase 2.000 pessoas. Luis Chorilli Neto, presidente da AEAP (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Piracicaba), diz que a entidade “pretende fortalecer a capacitação dos profissionais para que possam estar cada vez mais preparados para o mercado”.

Na indústria, o presidente do Simespi (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas, de Material Elétrico, Eletrônico, Siderúrgicas, Fundições e Similares de Piracicaba), Euclides Libardi, fala sobre o perfil profissional desejado no setor.

“A indústria, de modo geral, procura por profissionais com espírito empreendedor, que tenham conhecimento básico da profissão que exercem e, especialmente, muita afinidade com as novas tecnologias empregadas no setor metal mecânico. É esperado que o colaborador tenha grande disposição para aprender sempre, capacidade de agregar e trabalhar em equipe”.

Homero Scarso, gerente regional do Ciesp (Centro das Indústria do Estado de São Paulo) Piracicaba, é objetivo para quem busca uma oportunidade: “Tem quer ser um profissional com formação técnica, preferencialmente possuir algum curso no Senai, conhecimento de eletrônica e mecânica, saber trabalhar em grupo, ter liderança e ser multifuncional”.

Cristiane Bonin
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

4 × 1 =