Sicoob Cocre entra na lista das melhores para se trabalhar

Instituição entrou no ranking estadual do Great Place to Work no seu segundo ano de participação. (Foto: Divulgação)

A Cocre, cooperativa de crédito do Sistema Sicoob, é uma das 100 melhores empresas para se trabalhar do Estado de São Paulo, segundo pesquisa realizada pelo GPTW (Great Place to Work). O resultado foi divulgado no último dia 25, e é fruto de uma pesquisa feita com todos os colaboradores da instituição, de forma anônima. Essa pesquisa avalia as boas práticas com impacto no clima organizacional de acordo com a opinião dos próprios colaboradores.

Essa foi a segunda vez que a Cocre participou da pesquisa. Em 2020, com o resultado da mesma pesquisa, ela já havia sido classificada entre as 10 melhores cooperativas de crédito para se trabalhar entre todas as instituições financeiras do país. O bom resultado também refletiu no ranking das melhores empresas de São Paulo.

No primeiro ano de sua participação, em 2019, a Cocre recebeu o selo de uma das melhores empresas para se trabalhar. Em 2020, ela já figura entre as melhores dos rankings com essas duas certificações.

“A preocupação com as pessoas é um dos pilares mais importantes da nossa instituição, o que foi primordial para conquistarmos um espaço nesse ranking. Nos últimos anos, viemos aumentando nossos programas de capacitação de pessoas e até mesmo de líderes, como a criação de uma academia interna de formação e diversas outras ações que foram ao encontro do cuidado dos nossos colaboradores”, destaca o presidente do Conselho de Administração da Cocre, Evandro Piedade do Amaral.

O presidente ainda ressalta que “as lideranças trabalham diariamente para fortalecer os pilares de melhoria aqui na Cocre, com ações relacionadas ao desenvolvimento, agradecimento, cuidado com as pessoas, além de relações humanas de proximidade, ouvindo, conversando, compartilhando e celebrando conquistas”.

A pesquisa é realizada em duas etapas, sendo a primeira feita através de uma pesquisa quantitativa, em que é necessário que a instituição atinja a amostra mínima de funcionários e obtenha uma nota igual ou superior a 70%. Essa etapa representa 67% do processo. Na segunda parte, as práticas culturais são avaliadas, como programas e projetos essenciais para o desenvolvimento e reconhecimento das pessoas, o que significa 33% da nota final.

Nivaldo José Camillo de Oliveira, diretor executivo da Cocre, considera este reconhecimento muito importante, tendo em vista que evidencia um dos grandes diferenciais competitivos da cooperativa, as pessoas.

“Sabemos que o futuro do nosso negócio passa pelas pessoas e, quando elas estão felizes, as coisas fluem naturalmente. Temos uma preocupação com os nossos colaboradores e comunidade, que sempre tratamos como premissa da instituição. Hoje, mais uma vez, nós podemos comemorar essa premiação que é tão importante para nós. Com ela, reforçamos a certeza de que estamos cada vez mais no caminho certo! Ficamos honrados e gratos”, reitera.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

oito − quatro =