Diretoria da Sociedade Sírio-Libanesa esteve no Jornal de Piracicaba na última terça-feira (9) (Foto: Amanda Vieira/JP)
Diretoria da Sociedade Sírio-Libanesa esteve no Jornal de Piracicaba na última terça-feira (9) (Foto: Amanda Vieira/JP)

Com 117 anos de tradição em Piracicaba, a SBSL (Sociedade Beneficente Sírio-Libanesa) está de portas abertas para promover a Semana da Cultura Árabe, que teve início neste domingo (7) e segue até sexta-feira (12). A sociedade, localizada num prédio tombado na rua Governador Pedro de Toledo, 1045, no Centro, está recebendo a visita da população, escolas e interessados que desejam conhecer mais sobre a cultura sírio-libanesa e as atividades da entidade, que busca auxiliar a colônia de imigrantes e descendentes e diversas instituições sociais de Piracicaba.

O presidente, Marcelo Maroun, o vice-presidente, Tufi Buchidid e o tesoureiro, Francisco Farhat estiveram presentes na tarde de ontem no Jornal de Piracicaba para anunciar as atividades da semana. Além das visitas abertas à população, das 9h às 17h30, a entidade participa de reunião solene na Câmara de Vereadores em celebração à Semana, a partir das 19h30 desta sexta-feira, com entrega de homenagens.

Segundo Marcelo Maroun, durante todo o ano a sociedade busca ajudar entidades da cidade, seja com arrecadações, contribuições e realizações de eventos beneficentes, além de levar conhecimentos da cultura árabe por meio dessas atividades. “Buscamos manter acesa a nossa cultura e tradição, como, por exemplo, nosso projeto de aulas de árabe e a promoção de eventos com comidas típicas dos dois países”, diz. “Sentimos prazer e orgulho pelo reconhecimento nesta semana e temos o objetivo de interagir efetivamente com a comunidade local, a fim de disseminar a cultura sírio-libanesa e a nossa tradição para toda a população piracicabana”, completa Maroun.

SÍRIO-LIBANESA

Instituída por decreto no ano de 2000, a Semana da Cultura Árabe acontece no aniversário de uma data importante: a independência da Síria, enquanto que, no aniversário da entidade, comemorada em novembro, também é celebrado a independência do Líbano. “O povo sírio-libanês, em especial quando chegaram em Piracicaba, há 117 anos, foram ajudando uns aos outros até se estabelecerem na cidade. Com o tempo, em retribuição à boa receptividade do povo piracicabano, passaram a ajudar também em projetos sociais da cidade para colaborar com a população”, conta o presidente. Uma missa ortodoxa será realizada no Domingo de Páscoa (21) às 18h, na Capela do Dom Bosco Assunção.

Thaís Passos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × 2 =