Solenidade marca início das atividades no Tiro de Guerra na cidade

Mais de 3 mil jovens fizeram o alistamento militar e cem deles, após seleção, estão matriculados desde 1 de março. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

O Tiro de Guerra de Piracicaba realizou no sábado (7) cerimônia de recepção da nova turma de atiradores para 2020. O evento ocorreu na sede do TG, no bairro Morumbi, a partir das 9h. Após processo de seleção, 100 jovens foram matriculados.

Solenidade de matrícula foi no sábado (7). (Crédito: Claudinho Coradini/JP)


De acordo com a assessoria do TG, confirmaram presença o prefeito Barjas Negri (PSDB), desembargadores, juízes e delegados da cidade. O evento foi aberto à comunidade. Na oportunidade, houve apresentação da Banda da Escola Preparatória de Cadetes do Exército Brasileiro e uma exposição fotográfica contando a história do TG na cidade.


Os novos atiradores estão matriculados desde 1º de março e, na terça-feira (3), aconteceu a aula inaugural. Em 2019, alistaram-se 3.400 jovens em Piracicaba, que passaram por processo de seleção para verificar seus interesses ao servir no TG. Os novos atiradores participarão de atividades regulares de segunda-feira a sábado, das 6h às 8h.


Neste ano, as instalações do TG em Piracicaba completam 75 anos. De acordo com o chefe de instrução, o 1o sargento João Marcos Oliveira Veiga, para celebrar este marco, durante o ano, o TG vai realizar atividades cívicas nas escolas e com foco no resgate histórico junto à população.


Além disso, Veiga busca parceria com empresas para oferecer cursos de profissionalização aos atiradores. “O Exército Brasileiro tem um lema muito bonito que é: ‘braço forte e mão amiga’, o braço forte para proteção, sentido de defesa, e mão amiga para quem está precisando. E nossos atiradores também precisam dessa oportunidade”, explica Veiga.

Mais de 3 mil jovens fizeram o alistamento militar e cem deles, após seleção, estão matriculados desde 1 de março. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)


Em parceria com a prefeitura, o TG fornece aos atiradores as instalações e recursos para as atividades administrativas. Enquanto isso, o Exército contribui com os instrutores, fardamento e o armamento para as atividades.

Andressa Mota

[email protected]