Star Wars novamente atrai gerações as telonas

O desfecho da franquia Star Wars começa nesta semana. (Foto: Divulgação)

Que a força esteja com você leitor. A icônica trilogia “Star Wars – A Ascensão Skywalker”, último filme da sequência original Star Wars é a única estreia da semana nas telonas da cidade. Porém, o filme está em cinco salas, com 14 sessões por dia, já que é uma franquia que movimentou gerações e uma legião de fãs esperam ansiosamente por seu desfecho.

O episódio IX, novamente dirigido por J.J. Adams, conta com o retorno do Imperador Palpatine (o grande vilão nos três primeiros filmes), no qual todos voltam a temer seu poder e, com isso, a Resistência toma a frente da batalha que ditará os rumos da galáxia. Treinando para ser uma completa Jedi, Rey (Daisy Ridley) ainda se encontra em conflito com seu passado e futuro, mas teme pelas respostas que pode conseguir a partir de sua complexa ligação com Kylo Ren (Adam Driver), que também se encontra em conflito pela Força.

O último filme da trilogia colocará novamente personagens que surgiram nesta década e conquistaram o coração dos fãs, como Rey, Finn e Poe Dameron, além de figuras históricas da franquia que até hoje permanecem nas lembranças nostálgicas dos fãs, como Chewbacca, R2D2 e C-3PO. Outro destaque da franquia será o encerramento de ouro da personagem Leia Organa, já que Carrie Fischer, a atriz que deu alma a general da resistência, faleceu em dezembro de 2016.

A franquia Star Wars chegou aos cinemas no final da década de 70 e começo da década de 80, com os episódios IV (Uma Nova Esperança), V (O Império Contra-Ataca) e VI (O Retorno do Jedi) em que a trama se passou pelo jovem Jedi Luke Skywalker, que lutou contra o Império, liderado pelo Imperador Palpatine e pelo General Sith Darth Vader, na qual Luke descobriu posteriormente ser Anakin Skywalker, seu pai, que sucumbiu ao lado sombrio da força.

No final da década de 90 e início dos anos 2000, a franquia voltou com os episódios I (A Ameaça Fantasma), II (O Ataque dos Clones) e III (A Vingança do Sith), quando a história é focada no padawan (aprendiz de jedi) Anakin Skywalker, mostrando sua história de promessa a ser o salvador do universo para se tornar Darth Vader, simbolizando o mal nas estrelas.

Em 2015, uma nova trilogia estreou com o episódio VII (O Despertar da Força), na qual foi precedido dois anos depois pelo episódio VIII (Os últimos Jedi), na qual Rey é a protagonista usando os poderes Jedi contra o Sith Kylo Ren, filho dos icônicos Han Solo e Leia Organa.

Star Wars é a segunda franquia que mais arrecadou dinheiro na história dos cinemas. Contando os oito primeiros episódios, com os dois spin-offs da série, a franquia rendeu US$ 9,241 bilhões (R$ 37,558 bilhões), sendo que o filme que teve a maior bilheteria foi “O Despertar da Força”, com US$ 2,068 bilhões (R$ 8,405 bilhões). Star Wars está a frente de outras franquias históricas que marcaram época no cinema, como “O Mundo Bruxo” (principalmente os filmes de Harry Potter) e James Bond, ficando atrás apenas do “Universo Cinematográfico Marvel”, com arrecadação de US$ 22,587 bilhões (R$ 91,760 bilhões).

O filme “Cats” é a pré-estreia da semana, enquanto que “Malévola – A Dona do Mal”, “Playmobil”, “Brincando com Fogo” e “Entre Facas e Segredos” são as outras opções para os amantes de filmes.

Mauro Adamoli

[email protected]