STJD indefere pedido do Vasco para anulação de jogo contra o Inter

STJD indefere pedido do Vasco para anulação de jogo contra o Inter
Fonte: Agência Brasil

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Otávio Noronha, indeferiu nesta quinta-feira (4) o pedido do Vasco para anulação do jogo contra o Internacional, realizado no dia 14 de fevereiro, no estádio de São Januário, pela 36ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro de 2020. O Cruzmaltino entende ter sido prejudicado por um defeito nas linhas de impedimento do equipamento usado pela arbitragem de vídeo (VAR) no lance do primeiro gol do Colorado, que venceu por 2 a 0.

No despacho publicado no site oficial do STJD, Noronha argumenta que não houve “erro de direito”, como sustenta o clube carioca. Segundo o presidente, o Pleno do Tribunal já havia entendido, por unanimidade de votos, que um eventual erro de interpretação “não tem condão de anular uma partida”.

“Com todas as vênias, na presente hipótese, inexiste qualquer indício, mínimo que seja, a indicar um eventual erro deliberado por parte da arbitragem; chegando, lado outro, a ser impossível supor que a equipe de arbitragem desconheça as regras do jogo relativas à condição de impedimento. E se assim o é, mesmo se erro houvesse – o que não está a se afirmar – seria, certamente, de fato, e não de direito, o que impede, certamente, o recebimento deste procedimento de impugnação de partida”, diz o despacho.

Em nota, o Vasco afirma que recorrerá da decisão. O clube ainda diz que foi, “disparado”, o que teve mais decisões “desfavoráveis” do VAR no Brasileirão, com “18 intervenções contrárias”. O Cruzmaltino ainda menciona o diálogo entre os profissionais responsáveis pela arbitragem de vídeo, entendendo que “os operadores da tecnologia desistiram de aguardar a resolução do problema que dificultou o uso da linha de impedimento, muito embora a empresa tenha afirmado que o problema foi solucionado em poucos minutos”.

A polêmica

O lance ocorreu aos nove minutos do primeiro tempo. O lateral Moisés cobrou falta na área e Rodrigo Dourado, de cabeça, mandou para as redes. O Vasco argumenta que o volante do Inter estaria em posição de impedimento. O sistema do VAR, porém, não estava calibrado naquele momento e as linhas que ajudariam na identificação da posição irregular (ou não) do colorado não apareceram. O árbitro Flávio Rodrigues de Souza manteve a decisão de campo e validou o gol gaúcho.

O Vasco encerrou o Brasileirão na 17ª posição, sendo rebaixado à Série B. O clube terminou a competição com os mesmos 41 pontos do Fortaleza (16º), ficando atrás pelo saldo de gols.

STJD indefere pedido do Vasco para anulação de jogo contra o Inter

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

19 − seis =