Studio Davini Castro traz dicas de como escolher a cama e cabeceira ideal

Segundo os profissionais, o cuidado com o posicionamento e proporção podem transformar os quartos. (Foto: JP Image)

Um quarto deve ser confortável e aconchegante! E, para isso, tudo deve estar em seu devido lugar – especialmente a cama, item indispensável e que influencia diretamente na disposição do espaço. Pensando nisso, a arquiteta Luizette Davini e o designer Rogério Castro, do Studio Davini Castro, separaram diversas dicas sobre como posicionar a cama corretamente no aposento.

“Escolher a posição da cama pode otimizar o espaço do quarto e nunca deve comprometer a passagem”, apontam os profissionais, que complementam. “Recomendamos que a cama tenha a visão mais ampla possível de todo o quarto, sempre de frente para a porta de entrada, mas nunca em linha reta com ela. Assim, se garante privacidade”.

Segundo Luizette Davini e Rogério Castro, camas de solteiro são mais versáteis em termos de posicionamento. “Com a tendência dos apartamentos pequenos, muitas vezes elas ficam com a cabeceira e lateral da cama encostadas em duas paredes”, explicam. Mas também é possível posicioná-la encostada na parede central do quarto, seguindo o Feng Shui. De modo geral, o posicionamento deve levar em conta as dimensões do cômodo e o gosto dos moradores, além de se atentar à circulação do espaço e luminosidade das janelas. “Dependendo do tamanho do ambiente, uma cama de casal pode ser posicionada no meio do quarto, de frente para um home theater, por exemplo. Ela pode ainda ficar na frente do armário principal, onde um painel baixo ao longo da cabeceira funciona como uma limitação para o espaço do closet”, sugere Rogério Castro.

Para ambientes pequenos, a preocupação com o posicionamento é ainda mais importante. Os profissionais do Studio Davini Castro indicam que as camas de solteiro fiquem encostadas na parede, passando uma sensação maior de amplitude. Já as de casal podem ficar centralizas na parede diagonal da porta. “Evitamos também que a cama fique sob a parede da janela, ou muito próxima a ela. Corrente de ar, luminosidade, barulho e um difícil acesso à janela acabam atrapalhando o sono e dificultam a circulação do ambiente”, alertam.

Quando usar cabeceiras

Além do posicionamento correto da cama, uma forma de trazer conforto para os quartos é apostar nas cabeceiras. “Com o surgimento da cama box, as cabeceiras podem ser inovadoras, modernas e até ousadas, deixando o quarto mais descolado”, opina Rogério Castro. “O importante é que o formato esteja de acordo com as proporções do quarto”, indica Luizette Davini.

Para um quarto proporcional, a cabeceira central é a melhor opção, se estendendo pela largura da cama. Quartos com pé-direito alto podem receber uma cabeceira horizontal, que pega toda a largura da parede. Agora, quando o aposento tem um pé-direito baixo, uma cabeceira vertical pode trazer sensação de amplitude. “Nos ambientes pequenos, escolha uma cabeceira de casal mais baixa, por exemplo, que se estenda por toda a parede, em um tom semelhante ao da parede. Isso garante amplitude”, dizem. De modo geral, cabeceiras em tons neutros e claros – como o bege ou cinza – são boas escolhas para ampliar visualmente o quarto pequeno. “O ideal é escolher o modelo da cabeceira juntamente com a escolha da cama: formatos, proporção e acabamentos precisam estar alinhados”, afirmam.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

vinte + cinco =