Suicídio é tema de minicurso na Escola do Legislativo

Foto: Claudinho Coradini/JP

Santos conversa sobre como combater maus pensamentos

Dominar os pensamentos para não dar cabo à vida está no centro das discussões filosóficas em debate hoje na Escola do Legislativo, da Câmara Municipal de Piracicaba. O psicólogo clínico, doutor em Educação e especialista em Automutilação, Prevenção e Posvenção do suicídio, Sérgio Santos inicia o primeiro de três debate sobre o assunto em evento on-line das 14h às 17h dentro de um formato de minicurso – o conteúdo estará disponível em tempo real no canal da Escola do Legislativo Piracicaba (YouTube). Conforme dados recentes da OMS (Organização Mundial da Saúde), a América Latina está na contramão do índice mundial no número de mortes por suicídio.

O primeiro encontro sob o tema ´A experiência de estar [email protected]´ a discussão será a partir do ponto de vista filosófico e conceitual o suicídio – em agosto e setembro acontecerão os outros dois encontros. A discussão de hoje está baseada no mito de Sísifo (de 1942) de autoria do escritor e intelectual do século 20, Albert Camus. O mito trata de que, quando nascemos, seja por instinto ou outras perspectivas, nos habituando mais à vida porque é nosso pensamento.

“A questão é que temos uma inversão desse movimento no suicídio: é um pensamento que leva a automutilação até um ato de tirar a própria vida. O trabalho dessa live é justamente para entender como é ou por quais caminhos esse movimento de inversão ocorre, e como a gente pode impedir que ele aconteça”, explica o especialista.

Segundo o documento da OMS, há uma tendência de queda mundial. A estimativa caiu de 800 mil mortes anuais para 700 mil, uma redução, de 2000 a 2019, de 36%. Entretanto, nas Américas há um aumento de 17%. O suicídio entre os homens chega a ser mais que o dobro entre as mulheres.

Cristiane Bonin
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

oito − 5 =