Suspeitos de golpe em venda de imóvel são presos pela Deic

Caso foi apurado pela 1ª DIG-Deic (Claudinho Coradini/JP)

Uma mulher usada como “laranja” para compra de uma casa e um homem, que exerceria a função de corretor de imóveis foram presos anteontem, em um cartório de registro de imóveis de Piracicaba, pelos policiais da 1ª DIG-Deic (Delegacia de Investigações Gerais de Divisão Especializada de Investigações Criminais).

Os policiais apuraram que os suspeitos utilizavam um documento de autenticidade duvidosa para a venda de um imóvel. Ela teria confessado aos policiais “que não era a pessoa que se dizia ser”, e que estava ali a mando de seu patrão, pessoa para a qual faz faxina em Campinas, para efetuar a venda de um imóvel que sabia não ser de sua propriedade e que foi orientada a realizar esse procedimento no cartório onde receberia a quantia R$ 1 mil.

De acordo com a Polícia Civil, ela estava acompanhada de uma pessoa que se dizia o “corretor de imóveis”, mas que apurou-se que tinha ciência da fraude que estava ocorrendo, pois ele teria levado a mulher para pegar o documento falso com seu patrão antes de vir para Piracicaba. Verificou-se então que o RG utilizado pela mulher de fato era falso e que a vítima, também presente no local, já havia pago a quantia R$ 5 mil para o “corretor”, a título de comissão pelo negócio. Ambos foram presos acusados de estelionato.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

3 × 2 =