“In Extremis” (40): O marido e a marida

A pesada cruz literária, comecei a carregá-la ainda nos meus treze anos. Meus coleguinhas escolheram-me para orador da turma, na conclusão do então chamado curso ginasial. Confirmado pela diretoria, tremi. Pois o discurso, eu mesmo – aquela criança – teria que escrevê-lo, submetendo-o à aprovação do rigoroso e severo Padre Conselheiro. Eram, ainda, os 1950. […]

Leia Mais