Também usado em humanos, anestésico já falta no mercado

Na pandemia, medicamentos e insumos veterinários tiveram aumento de, pelo menos, 25%, alerta especialista. (Foto: Freepik)

O atual cenário da pandemia da covid-19 colapsou o sistema público e privado de saúde. Em Piracicaba, não é diferente. A alta demanda, falta de vagas em hospitais, a maior procura de medicamentos contribuíram para que os preços disparassem. O reflexo dessa realidade também atingiu o segmento veterinário. Alguns medicamentos, como o anestésico Propofol, por exemplo, que é usado em procedimentos cirúrgicos tanto em animais quanto em humanos para a indução e manutenção de intubados, está em falta. Não é mais encontrado para compra, pois ficou restrito para o tratamento de pessoas.

Segundo o veterinário Orlando Paredes Costa, do Hospital Veterinário Toca dos Bichos, os atendimentos para os pets estão mantidos 24 horas por dia, inclusive as cirurgias, pois na falta do Propofol é realizada a associação com outros tipos de medicamentos.

“Já prevíamos essa situação e por isso nos preparamos, inclusive ainda conseguimos fazer a manutenção e reposição de nossos cilindros de oxigênio. No entanto, identificamos o aumento dos insumos em pelo menos 25%. Mas, por enquanto, ainda conseguimos segurar nossos preços. Entendemos que não temos condições de repassar esse valor para os tutores”, disse Costa.

Para o veterinário Orlando Paredes Vilalta, da Exotic Pet Center que, além de animais domésticos também recebe animais silvestres, todos os tipos de atendimentos, também 24 horas permanecem mantidos.

“Geralmente realizamos as compras em grande quantidade e temos um fôlego, por enquanto. No nosso caso, usamos muito pouco o Propofol. Continuamos nosso atendimento normal 24 horas por dia, inclusive domingos e feriados”, ressaltou Vilalta.

A veterinária Júlia Flórios tem mantido seus atendimentos em domicílio. “Continuo com os medicamentos necessários, mas já recebi um comunicado que alguns insumos podem faltar. No entanto, estamos trabalhando normalmente”, relatou Júlia.

Cristiani Azanha
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

três + dezessete =