Tarcísio Pugliese não é mais técnico do XV de Piracicaba

Treinador esteva no XV desde novembro de 2018 (Foto: Claudinho Coradini/JP)

A passagem do técnico paulistano Tarcísio Pugliese no XV de Piracicaba chegou ao fim na última quarta-feira (8), após o agora ex- -treinador do Nhô Quim ter o contrato rescindido pela diretoria. Por meio de nota divulgada por sua assessoria de imprensa, o XV disse que a decisão partiu da diretoria em razão da “atual situação financeira do Alvinegro Piracicabano e as indefinições em relação a uma data para a volta do elenco aos treinamentos presenciais e da disputa da atual edição do Paulistão A2 2020, paralisada por conta da pandemia da covid-19, pesaram para que esta decisão fosse tomada”, comunicou.

Anunciado no dia 14 de novembro, logo após o período eleitoral, Tarcísio Pugliese foi técnico do XV durante um ano, sete meses, três semanas e três dias (ou 602 dias). Nesse período Tarcísio ficou a frente do clube por 59 jogos, conquistando 27 vitórias, 19 empates e 13 derrotas durante o Campeonato Paulista da Série A2 de 2019 e 2020 e da Copa Paulista do ano passado.

Durante a era Pugliese o Nhô Quim sempre figurou no pelotão de cima, fazendo jogos consistentes e perdendo poucas partidas, razões que fizeram com que Tarcísio caísse na graça da maioria dos torcedores do Alvinegro Piracicabano. A falta de um título e de um acesso pesaram na hora de conquistar 100% dos torcedores.

No Paulistão do ano passado, o Nhô Quim fez uma campanha forte, conquistando a classificação para as quartas de final com algumas rodadas de antecedência, porém alguns tropeços no fim da competição deixaram a equipe na quinta posição. Na fase eliminatória, o XV eliminou o Juventus (vitória por 1 a 0 e empate por 1 a 1), mas na semifinal e valendo o acesso, a equipe não conseguiu superar a Inter de Limeira, empatando os dois jogos (0 a 0 em Limeira e 2 a 2 em Piracicaba) e perdendo o acesso no Barão com mais de 14 mil pessoas.

Na Copa Paulista, o XV fez uma grande campanha, avançando com tranquilidade na primeira fase e passando por algumas dificuldades nas duas fases seguintes, porém sempre garantindo sua classificação. Na semifinal, o Nhô Quim enfrentou o Mirassol, equipe que tinha vencido por duas vezes na competição, mas o time se superou e avançou com um empate em 2 a 2 fora e uma vitória por 1 a 0 no Barão. Na final, valendo uma vaga na Série D do Brasileirão, o time não conseguiu superar o São Caetano: perdeu por 3 a 2 no Barão, empatou 1 a 1 em São Caetano do Sul e terminou com o vice.

Em 2020, Tarcísio passou por seu pior momento durante a Série A2, na qual a equipe não venceu os quatro primeiros jogos. Ele sofreu pressão por uma parte da torcida. No entanto, o treinador continuou seu trabalho e conseguiu reverter a situação, vencendo cinco jogos seguidos e deixando a equipe na quinta posição até a pausa em razão da pandemia da covid-19.

O técnico também marcou seu nome no clube em razão da participação na Copa do Brasil, competição que a equipe se classificou após o vice na Copa Paulista. O XV venceu a sua primeira partida na história desse campeonato, ao despachar o Londrina-PR por 1 a 0 e fazer o Juventude suar para se classificar, já que o Nhô Quim só foi derrotado nos pênaltis após empate em 1 a 1 no tempo normal.

O XV ainda não se pronunciou a respeito do novo treinador que assumirá a equipe na retomada da competição, deixando o interino Denis Augusto momentaneamente como técnico.

Mauro Adamoli