Taxa Selic em baixa faz mercado imobiliário não saber o que é crise

Buscar uma economia digital é muitas vezes mais vantajosa do que a tradicional. Foto: Pexels

Setor – junto dos mercados de móveis, construção e decoração – foi o que esteve em alta no último ano

O mercado imobiliário é um dos poucos mercados que não entrou na crise ocasionada pela pandemia e que afetou diversos ramos. Na verdade, este setor junto dos mercados de moveis, construções e decoração foram o que estiveram em alta no decorrer do último ano. Isso é algo muito vantajoso para os corretores e donos de imóveis.

Parte desse crescimento na procura de casa vem devido a baixa taxa Selic que influência no aumento ou queda de juros em empréstimos e financiamentos.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), no quarto trimestre de 2020, as vendas chegaram a 57.968 unidades. Uma alta de 6,7% em comparação com o mesmo intervalo de 2019. E é considerado um recorde desde o início da pesquisa, em 2016.

No entanto, perante o novo “normal”, os profissionais desse setor foram obrigados a se adaptar para o mundo digital, mais rápido do que o esperado, tendo uma transição turbulenta. Essa migração para as plataformas virtuais busca atender da melhor maneira possível às exigências dos clientes e manter os negócios através de outro caminho, enquadrando-se nessa modernização. Por isso é necessário um esforço do profissional para se adaptar a essas mudanças.

Logo, percebe-se que a palavra de ouro para os corretores no atual cenário é justamente adaptação, essa que não se aplica apenas à Transformação Digital no meio imobiliário, mas também na maneira como dirigem seus negócios. Considerando que procuram facilitar a vida dos clientes por meio da tecnologia, o mesmo vale para a administração de suas empresas.

Um exemplo a ser dado sobre essa modernização de empresas é a contabilidade digital. Ela tornou uma alternativa em que vários corretores de imóveis estão apostando hoje em dia. Esse novo modelo parece mais sedutor a ser usado pois os preços são mais acessíveis e possuem um sistema totalmente online, em que o corretor pode acessar todas as informações que desejar de onde estiver, sempre a um clique de distância ou na palma da mão pelo celular. Além de ser mais seguro e desconsiderar burocracias desnecessárias.

Em vista disso, com tantos novos adeptos no ramo imobiliário, devido a boa fase do mercado, é questão de tempo até que a contabilidade digital seja, de fato, uma ferramenta indispensável para os negócios.

De acordo com o CEO da AccountTech, Vanderson Silva, “Optar por uma empresa de contabilidade digital não só facilita os trâmites que exigem menos burocracia, como também oferece uma economia de mais de 50% em relação aos serviços de contabilidade tradicionais”. Que também afirmou acerca dessas transformações: “O mercado imobiliário já vem se atualizando. Tanto diretamente, com implantações de contratos digitais, CRMs de vendas, empresas de geração de leads compartilhados entre corretores e diversos outros métodos. Quanto indiretamente, adquirindo serviços digitais como contabilidade digital, que geram economia e praticidade no dia a dia. Essa atualização vai muito além da otimização de custos, mas também para se adaptar durante e após a pandemia da Covid-19”.

Apesar de toda a facilidade que o os novos programas apresentam, é preciso ressaltar que a contabilidade digital não veio para substituir o trabalho humano, e, sim, para melhorar resultados por meio de tecnologia. Bem como ser um modo prático, simples e econômico de cuidar da parte contábil de sua empresa, assim como acompanhar o crescimento do ramo.

Corretores conceituados, como Luciano Oliveira, já mencionam o uso de contabilidade digital para que seus colegas tenham destaque na área e ressalta os diversos benefícios que esse serviço oferece.

Larissa Anunciato

[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

10 − dez =