Tem animal de estimação em casa? Saiba quais os tipos de plantas são tóxicas e que fazem mal a eles

Foto: Divulgação

Veterinária fala sobre as espécies de plantas mais comuns nos lares e que são prejudiciais à saúde dos pets

Cultivar plantas em casa traz vários benefícios para a saúde e para o ambiente, e é uma atividade cada vez mais presente na rotina dos brasileiros. No entanto, para quem tem ao mesmo tempo, pets e plantas em casa, algumas espécies precisam ser avaliadas para não prejudicar a saúde dos animais.

Segundo Thais Matos, médica veterinária, algumas das espécies de plantas preferidas pelos brasileiros são venenosas para cães e gatos, podendo até levá-los a óbito. “Intoxicação é algo grave e pode colocar a vida dos pets em risco. Os tutores precisam ficar atentos. Muitas vezes, por curiosidade, em especial filhotes, ou por tédio, os pets acabam mordiscando e comendo partes de um arranjo. Em caso de intoxicação, os sinais costumam aparecer já nas primeiras horas seguintes e, em alguns casos, podem durar dias”, alerta.

Thais ainda orienta que a melhor maneira de ajudar o animal em contato com uma dessas plantas é limpar a boca dele com água corrente, mas sem exageros para não forçar a deglutição dos resíduos ou afogá-lo. Imediatamente, deve-se procurar um médico veterinário e, se possível, levar uma amostra da planta ingerida. Confira algumas plantas tóxicas para cães e gatos mais comuns nas residências brasileiras:

LÍRIOS

Os lírios, muito encontrados nas casas e nos jardins dos brasileiros, podem causar alterações nas funções renal e neurológica dos pets, além de irritação nos olhos e nas mucosas, dificuldade de engolir e graves problemas respiratórios.

DAMA DA NOITE

Queridinha dos jardins brasileiros, todas as partes da planta perfumada são tóxicas. O pet pode ter náusea, vômito, boca seca, falta de coordenação motora, pupilas dilatadas e visão alterada, comportamento anormal, tremores e até convulsões. Os sintomas podem durar dias.

SAMAMBAIA

Todas as espécies de samambaias são tóxicas para os pets. A ingestão da planta altera a produção de glóbulos vermelhos e provoca sinais agudos, como sangramentos, pontinhos vermelhos pelas mucosas da boca e sangue na urina, podendo causar grave anemia.

HIBISCO

Além de comum em prédios, casas e nas ruas brasileiras, o hibisco também possui características medicinais, mas pode ser perigosa para os pets. As flores e as folhas do hibisco são tóxicas e causam vômito, diarreia, náusea e perda de apetite.

COMIGO-NINGUÉM-PODE

Comum nas casas brasileiras, a planta é bem conhecida também por fazer muito mal aos cães e gatos. O contato com os olhos pode fazê-los lacrimejar, gerar edema e fotofobia. O animal de estimação pode sofrer com cólicas abdominais, náuseas, vômitos, inchaço nos lábios e língua.

Laís Seguin
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dez − cinco =