Tem início as obras de restauro da escola estadual Sud Mennucci

Obras de restauro na escola Sud Mennuci devem durar até metade deste ano | Foto: Divulgação

Começaram esta semana as obras de restauro da escola estadual Sud Mennucci. Como conta a diretora Márcia Aparecida Lima Vieira, a unidade recebeu visitas técnicas das equipes de engenharia da construtora e da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação) no início deste mês de fevereiro e o processo deve seguir até o final de julho deste ano.

As obras de marcenaria já estão a todo vapor, ressalta Márcia. “Durante todo o período de obras, será preciso conciliar as obras e o funcionamento da escola para os alunos. Nesse primeiro momento a escola recebe apenas os alunos que optaram pelo retorno presencial”, ela pondera.

De acordo com a diretora, a escola reservou uma ala especificamente para os trabalhos da construtora, que nesse momento inicial envolver especialmente portas e janelas da escola. “Estão lixando, tirando folhas, e são muitas portas e janelas, o trabalho é praticamente em todas. Isso na parte interna”.

O orçamento, aponta Márcia, é de R 2 milhões, que será destinado prioritariamente às obras de infraestrutura do prédio, sem um restauro da parte artística que exigiria outro tipo de trabalho mais especializado. “Tal restauro será solicitado, pois há grande demanda também nessa área”, avisa a diretora.

Cedo ainda para avaliar o processo de restauro, no entanto, Márcia destaque que a comunidade tem se mostrado bastante satisfeita com essa obra, “pois quem convive diariamente no espaço escolar reconhece as dificuldades estruturais e aguardou por muito tempo a reforma que vem acontecendo nesse momento”.

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo lembra que o Sud Mennucci é uma unidade tombada pelo CONDEPHAAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico) e faz parte do Programa Escola Mais Bonita, que é direcionado para grandes obras, reformas estruturais e/ou urgentes.

No início desse ano, a escola também recebeu R$105 mil por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), para realização de outras melhorias que serão apontadas pela comunidade escolar junto com a gestão.

Erick Tedesco | [email protected]

Leia mais

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois × quatro =