Tévez marca, homenageia Maradona e Boca sai na frente do Inter na Libertadores

A partida começou bastante estudada em Porto Alegre, com as duas equipes cautelosas e preocupadas em não deixar espaços. (Foto: Agência Brasil)
Por Carlos Costa, especial para a AE

São Paulo, 02 (AE) – Uma semana após a morte de Diego Maradona, ídolo da seleção argentina e do Boca Juniors, o time de Buenos Aires visitou o Internacional para o jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores e venceu por 1 a 0, com gol de Tévez.

O atacante decidiu a partida no Beira-Rio com um gol de oportunista no começo do segundo tempo e homenageou Maradona, tirando sua camisa de jogo e mostrando uma do Boca da época do falecido craque, de quem era amigo. O resultado desta quarta-feira obriga o time brasileiro do Rio Grande do Sul a vencer o gigante de Buenos Aires fora de casa, no estádio La Bombonera, na próxima quarta, às 21h30.

A partida começou bastante estudada em Porto Alegre, com as duas equipes cautelosas e preocupadas em não deixar espaços. O Inter foi a campo em um 4-4-2 com formato de losango no meio-campo, com o argentino Andrés D’Alessandro na criação.

Já o Boca começou no 4-2-3-1, apostando na velocidade dos meia-atacantes Sebastian Villa e Eduardo Salvio, apesar do gramado molhado pela chuva. Além deles, confiava na experiência do astro Tévez no comando do ataque.

No primeiro tempo, os donos da casa fizeram boa partida, mas permitiram lances de perigo do clube de Buenos Aires. De todo modo, a primeira chance foi criada pelo time gaúcho: logo no minuto inicial, o volante Patrick arriscou de fora da área, mas errou a meta.

Na meia hora seguinte, o confronto ficou equilibrado, com os sistemas de marcação se impondo frente aos setores criativos. Aos 30, porém, Villa conseguiu sua primeira escapada em velocidade, invadiu a área e chutou cruzado, mas para fora.

Daí em diante, o Boca passou a ser levemente superior e voltou a ameaçar a meta de Marcelo Lomba aos 37, quando o zagueiro Carlos Izquierdoz testou após escanteio. O cabeceio não foi na direção do gol, mas os visitantes voltariam à carga.

Aos 44, Lomba foi obrigado a salvar o Inter após nova finalização de Villa: o colombiano recebeu na esquerda, entortou o lateral-direito Heitor e soltou a bomba. O goleiro teve de voar para evitar o gol do Boca.

D’Alessandro não voltou à partida para o segundo tempo, apesar do bom desempenho na etapa inicial. Desde o início da metade complementar, o meia Maurício jogou na vaga do argentino. E o jogo recomeçou um pouco mais animado, com o Inter mais espalhado em campo.

Nos primeiros minutos, Heitor fez boa jogada e seu chute parou em desvio da zaga, enquanto Tévez parou em Lomba. Aos 12, os mandantes tiveram sua melhor chance no jogo: Lindoso recebeu cruzamento da esquerda, mas cabeceou mal, para o lado.

Entretanto, aos 17, Zé Gabriel vacilou na zaga e Salvio ficou com a bola, passando para Tévez, que girou dentro da área para bater no canto e fazer 1 a 0. O craque homenageou Maradona ao mostrar uma camisa da época do ídolo do Boca e da Argentina. Tévez era amigo de Maradona, que morreu aos 60 anos na última quarta-feira após parada cardiorrespiratória.

O atacante levou cartão por tirar a camisa, mas fez seu 21.º gol na Libertadores pelo Boca. Só perde para Juan Román Riquelme (25 gols), ex-meia, e Martín Palermo (23), ex-centroavante. Tévez é, inclusive, o mais velho e mais novo a marcar pelo time na Copa.

O Inter sentiu o gol e Tévez voltou a assustar aos 31, mas chutou para fora. Três minutos depois, os donos da casa finalmente responderam: o atacante argentino Leandro Fernández, que entrou no segundo tempo, cobrou falta com capricho, mas parou na trave.

Aos 40, o clube de Porto Alegre voltou a levar perigo com Patrick, que recebeu de Galhardo dentro da área, mas finalizou mal. No fim, o Boca controlou o Inter e venceu, levando perigo em uma última chance com o lateral-direito Julio Buffarini.

Antes de as equipes se enfrentarem pelo jogo de volta, o Inter visita o líder Atlético Mineiro às 18h15 do próximo domingo, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Boca visita o Talleres pelo Campeonato Argentino.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL 0 X 1 BOCA JUNIORS

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba; Heitor, Rodrigo Moledo, Zé Gabriel e Uendel; Rodrigo Lindoso (Nonato), Rodrigo Dourado, Patrick e D’Alessandro (Maurício); Thiago Galhardo e Yuri Alberto (Leandro Fernández). Técnico: Abel Braga.

BOCA JUNIORS – Andrada; Buffarini, Lisandro López, Izquierdoz e Fabra; Capaldo, Campuzano, Cardona (Jara), Salvio (Maroni) e Villa; Tévez (Soldano). Técnico: Miguel Ángel Russo.

GOL – Tévez, aos 17 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Esteban Ostojich (Uruguai).

CARTÕES AMARELOS – Thiago Galhardo, Patrick e Rodrigo Lindoso (Internacional); Fabra, Tévez, Salvio e Campuzano (Boca Juniors)

LOCAL – Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Fonte: Agência Estado

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezenove + 2 =