Thales de Andrade: Legado e lendas sobre suas obras tão necessárias nos dias atuais

‘Thales deixou um legado com mais de 50 obras’, diz Valdiza (Foto: Amanda Vieira/JP)

Influência para distintas gerações de crianças e jovens com suas publicações sobre a preservação da natureza como condição para o sucesso da agricultura, o caráter pedagógico e a verve de educador na literatura do Thales Castanho de Andrade são questões que o mantém como um autor necessário nos dias atuais.

Para a presidente do IHGP (Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba), Valdiza Caprânico, o escritor deve ser cada vez mais comentado e citado na educação formal, e pede aos pais que leiam obras do escritor para os filhos. “É um bom exemplo para que, logo cedo, aprendam a respeitar a natureza”.

Thales deixou um extenso legado, com mais de 50 obras, um nome tantas vezes reverenciado por Monteiro Lobato e críticos literários de grandes jornais da capital paulista. Valdiza ainda lembra de outra história que ronda, sem fatos concretos, a biografia do escritor, esta de âmbito internacional. “Falava-se pela cidade que o Walt Disney transformaria uma obra de Thales em filme, mas ele morreu antes de concretizar o negócio”.

Vitor Pires Vencovsky, presidente da APL (Academia Piracicabana de Letras), acredita que um fator primordial que torna a obra de Thales imortal é, como também destaca Valdiza, o fato de ter sido professor por ao menos 30 anos – na cidade, lecionou, por exemplo, no Sud Menucci. “O contato em sala de aula com as crianças foi essencial para moldar sua escrita para este público. Não à toa ganhou o apelido de ‘a maior criança grande do Brasil’”.

Erick Tedesco

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

5 × 3 =