Tony Azevedo realiza amanhã live sobre Gravura na Arte Contemporânea

Foto: Divulgação

Amanhã, (09), às 16h, Tony Azevedo e o professor Eduardo Américo farão uma live com o tema: Introdução a História da Gravura na Arte Contemporânea, no Brasil e na Europa. Essa live está ligada com as ações que o artista realiza em comemoração aos seus 40 anos de carreira, pois foi contemplado no Edital “Premiação – Artes Visuais” do ProAc Expresso LAB (Lei Emergencial Aldir Blanc)

O professor Eduardo Américo, como informou o Tony, é um profissional bastante competente e conhecedor da técnica da gravura (xilogravura, linóleo gravura, litogravura). “O professor já vem desenvolvendo comigo essas atividades de valorização da gravura em quanto processo de criação, aqui na cidade”, explica.

Além disso, Tony comenta que na cidade não existem muitos artistas que desenvolvem pesquisa com essas técnicas, por isso resolveu trazer pessoas que tenham o conhecimento. “Venho buscando cada vez mais aproximar das pessoas, sejam artistas ou amadores por essa técnica.”, comenta.

SOBRE A LIVE

A live terá uma hora e meia de duração, porém será dividida em dois módulos. O módulo um tem como objetivo trazer um panorama da arte no decorrer do século XIX e XX, desde as gravuras européias da “Nova Arte” pós impressionista, adentrando o século XX dentro do impulso da segunda fase da revolução industrial, passando pela arte consumível após a segunda guerra. Já no módulo dois, o assunto será o Brasil, no qual o artista e  o professor vão traçar uma linha contínua da arte naturalista dos povos originários e a aculturação desses padrões indígenas pelos artistas das gravuras até os tempos atuais. Em ambos os módulos, o professor e o artista farão uma observação analítica (Goetheanística) de obras de artistas modernos da gravura no mundo, no Brasil e em Piracicaba.

40 ANOS DE CARREIRA

Segundo Tony, ele se sente muito feliz e realizado com o trabalho que vem realizando ao longo dos seus 40 anos de carreira, tanto na arte visual, na música e como produtor cultural. “Fico muito feliz que o meu trabalho venha repercutindo com as ações, com as atividades e eu sempre estou com essa proposta de levar para as pessoas à arte e a cultura”.

O artista reforça que não é fácil manter essas atividades, principalmente nesse momento da pandemia e de isolamento social.

De acordo com o artista, ele gosta muito de falar uma frase “a arte é algo que está ligado diretamente ao nosso cotidiano, não podemos dissociar arte e vida, ambas entrelaçam entre si”. O Tony gosta dessa frase, pois está ligado ao fato das ações sociais garantirem à população o acesso aos bens culturais, algo fundamental para o aprendizado e enriquecimento cultural.

“A arte permite as pessoas de se sentirem pertencentes ao lugar”, finaliza.

Isabella Ercolin

[email protected]

LEIA MAIS:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × cinco =