Trajetória é capítulo da história de Piracicaba

Foto: Reprodução/Arquivo JP

Foto tirada em 1983, família Losso Netto e Silveira Mello

Em 2010, no portal A Província, o escritor Cecílio Elias Netto contou, em um artigo, na seção ‘Canto do Cecílio’, um resumo da trajetória de Rubens Ometto Silveira Mello e seu irmão mais velho, Celso Silveira Mello, o Celsinho. Em sua narrativa, o escritor conta que os irmãos ‘viram cair-lhe nos ombros, quando pouco mais que adolescentes, a imensa responsabilidade de substituir o pai, doutor Celso, líder da Usina Costa Pinto, um dos pilares do que seria a futura Cosan’.

Ainda moço, em 1970, Celso Silveira Mello faleceu, deixando a viúva Isa com a responsabilidade de comandar a família e, também, o império do açúcar e álcool que se expandia. “Lembro-me da perplexidade e da coragem de Celsinho, que, deixando São Paulo, se tornou meu aluno na ECA – futura Unimep – diante de sua grande carga com a morte do pai. Muito jovem, Celsinho não refugou, ao mesmo tempo que Rubinho preparava-se para se transformar no homem politécnico”.

Celso Silveira Mello Filho também foi citado no livro biográfico do médico, jornalista e ex-diretor proprietário do Jornal de Piracicaba, Fortunato Losso Netto, escrito pela jornalista Patrícia Polacow. No livro, há um registro fotográfico (ao lado) do empresário na companhia de Losso Netto, do diretor do JP Marcelo Batuíra e de sua mãe e ex-diretora do JP, Antonietta Rosalina da Cunha Losso Pedroso.

Em 2017, quando do aniversário de 250 anos de Piracicaba, Cecílio Elias voltou a citar a família, em seu livro A Doçura da Terra. Nele, o escritor cita que ‘Celsinho’ decidiu cultivar o Norte do País, numa verdadeira revolução econômica no Tocantins e Pará. O empresário tinha negócios nos estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Pará. Na manhã desta terça-feira, Celso Silveira, sua esposa Maria Luiza e os três filhos seguiam para uma fazenda em Redenção, no Pará, quando ocorreu o acidente fatal.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

16 − dez =