Três locais são autuados por vender bebida alcoólica depois das 18h

Proprietários têm 10 dias para apresentarem defesa (Foto: Pixabay)

Para conter aglomerações, por decreto municipal, a partir da última semana os estabelecimentos comerciais estão proibidos de vender bebidas alcoólicas a partir das 18h. Em primeira fiscalização realizada pela Vigilância Sanitária e pelo Pelotão Ambiental da Guarda Civil na última quinta-feira (16), três comércios foram autuados e podem ser multados em até R$276 mil e ter o alvará caçado.

A partir da autuação, os proprietários têm dez dias para apresentar a defesa. De acordo com o decreto municipal nº18.349, de 13 de julho, a multa para quem comercializar bebidas alcoólicas depois das 18h varia entre 10 a 10 mil Ufesp e cada Ufesp está R$27,61.

Os estabelecimentos autuados são uma lanchonete na avenida Alidor Pecorari, na região da Rua do Porto; um trailer no bairro Nova Piracicaba e um bar na avenida Beira Rio. Além da venda e consumo de bebidas alcoólicas, os fiscais também encontraram aglomeração de pessoas sem máscara no primeiro local.

Durante a mesma fiscalização, os agentes públicos também conferiram três notificações. Uma para uma loja de conveniência no bairro Nova Piracicaba, onde foi flagrado um cliente comprando cerveja. “Ele desistiu da compra e o responsável pelo estabelecimento foi orientado a lacrar as geladeiras com bebidas geladas após às 18h”, informou a prefeitura em nota.

As outras duas notificações foram para locais que mantinham mesas e cadeiras em seu espaço – “o que é proibido, já que consumir nesses locais não é permitido”, segundo a prefeitura. Foram uma loja de conveniência e um trailer.

Foram fiscalizados ao todo 12 estabelecimentos, nos bairros Nova Piracicaba, Verde, Morumbi, Bairro Alto, Centro, Vila Rezende e Pauliceia. De acordo com João Luis Alves, subisnpetor do Pelotão Ambiental, os locais foram escolhidos a partir do número de reclamações registradas contra os estabelecimentos por aglomeração de pessoas. As denúncias podem ser feitas pelo 153 e 156.

Andressa Mota

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × 5 =