Tupi informou que segue orientações da Semuttran

Foto: Claudinho Coradini/JP

Caso aprovado, haverá regras para transportar animais

A empresa Tupi, responsável pelo transporte público em Piracicaba, informou ontem (9) que vai seguir as determinações enviadas pela Semuttran (Secretaria de Mobilidade, Trânsito e Transporte) por meio de ordens de serviço para determinar possíveis alterações no funcionamento do transporte público coletivo da cidade.

A terceirizada foi questionada quanto o projeto de lei de autoria da vereadora Alessandra Bellucci (Republicanos) que permite o transporte de animais domésticos, para tratamento veterinário, nos ônibus do transporte público em Piracicaba.

A proposta ainda está sob análise das comissões da Câmara de Vereadores e não há previsão de quando será votada, para em seguida ser sancionada pelo prefeito Luciano Almeida (DEM). De acordo com a justificativa da autora, a proposta tem objetivo de atender as famílias de baixa renda da cidade que enfrentam dificuldades para transporte o animal de estimação para atendimento veterinário.

De acordo com o texto do projeto, fica autorizado o translado de animais domésticos e/ou domesticados de pequeno e médio portes nos transportes coletivos municipais. Para isso, é proibido o animal que, por sua espécie, ferocidade, peçonha ou saúde, provoque o desconforto ou comprometa a segurança do veículo, de seus usuários ou de terceiros. O projeto de lei prevê ainda limite de tempo desde o embarque até o retorno, bem como tamanho do animal, que não poderá pesar mais de dez quilos e que deverá estar em caixa de transporte, limpa e sem água ou alimentos. Segundo a proposta, o deslocamento deverá ocorrer sem prejudicar a comodidade e a segurança dos passageiros e de terceiros ou causar qualquer alteração no funcionamento da linha.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × três =