Unidades prisionais da região de Piracicaba alcançam 100% de imunização contra a covid-19

Presídios de Piracicaba fizeram a imunização (Alessandro Maschio/JP)

As unidades prisionais de Piracicaba, Rio Claro e Limeira alcançaram o índice de 100% da população carcerária pertencentes à CRC (Coordenadoria das Unidades Prisionais da Região Central) com a imunização completa. Ao todo, são 5.198 apenados vacinados.

Toda a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) alcançou o índice de 94% dos presos vacinados com a 1ª e 2ª dose ou dose única contra o coronavírus. Quando comparado aos números de vacinados no país, o resultado é ainda mais expressivo. É que segundo o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), somente 50.1% das pessoas privadas de liberdade no Brasil estão com o esquema vacinal completo.

O processo de imunização nos 179 presídios de São Paulo ocorre em parceria com os municípios, que têm disponibilizado as vacinas para essa população.

Atualmente, a SAP custodia 204. 537 reeducandos. Mesmo com a imunização em pleno funcionamento, as medidas de restrições contra a doença permanecem.

As visitas de familiares seguem de forma gradual e controlada e são limitadas a duas pessoas por reeducando, sendo maiores de 18 anos, com revezamento entre pavilhões e matrículas. Os reeducandos permanecem de máscara como uso obrigatório, assim como os funcionários do sistema prisional.

TECNOLOGIA

O CDP (Centro de Detenção Provisória) Nelson Furlan, em Piracicaba foi precursor nas audiências por videoconferências. Idealizada pelo  juiz titular da Vara do Júri e Execuções Criminais da Comarca de Piracicaba, Luiz Antonio Cunha, a tecnologia passou a ser utilizada em 2019.

“Após a pandemia, essa iniciativa foi intensificada, e hoje, 99% das audiências continuam sendo realizadas por vídeoconferência, com exceção de algumas de júri”, disse  recentemente o diretor, Maurício Arantes Romero Gonçalves.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha

[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 − 6 =