Unimed Piracicaba consolida atendimentos de covid-19

Taxa de testagem do Hospital Unimed é a maior de Piracicaba |Foto: Mkt Unimed Piracicaba

Sempre atento à saúde e segurança de beneficiários, o Hospital Unimed Piracicaba, em parceria com o Centro de Excelência Médica da Instituição, adotou, desde o início da pandemia global, em março, uma série de protocolos assertivos para atender as demandas de pacientes com sintomas de gripe.

Nesse período, o complexo hospitalar acumulou dados favoráveis em relação à eficiência e eficácia dos atendimentos assistenciais. “A informação se comprova com a taxa de letalidade, inferior a 1,06% dos casos registrados, resultados melhores que encontrados em países referência da doença. Esse valor tem como base o número de óbitos sobre o número de casos positivados”, disse o presidente da Unimed Piracicaba, Carlos Joussef.

De março a primeira semana de janeiro deste ano, o Hospital Unimed Piracicaba realizou 28.953 mil atendimentos de pacientes pelo fluxo Covid-19. Desse total, 7.683 acusaram positivo após passarem pelos protocolos de coleta adotados pela Instituição e órgãos de saúde, com exame swab RT-PCR para detecção do vírus. Já o número de pacientes descartados nesse período chega a 11.996, enquanto a referência de recuperados marca 6.698 pacientes; completando os números, ainda há os que estão sendo monitorados.

“De acordo com o Ministério da Saúde, centros médicos devem coletar apenas testes daqueles que se enquadram no critério de sintomas gripais e, ainda, profissionais que estão na linha de frente”, disse Joussef. Mediante esta adequação e aplicação de questionários, a taxa de testagem do Hospital Unimed Piracicaba é a maior de Piracicaba.

De acordo com o dirigente, pacientes que passam por atendimentos no pronto atendimento são avaliados por equipes médica e de enfermagem e depois de apresentarem score (soma de valores de sintomas), realizam coleta e seguem em telemonitoramento até o resultado do exame para orientações de cuidados.

“Assistimos nossos beneficiários de todas as formas. Desde março, implantamos Central de Controle e Monitoramento, que, por meio da teleassistencia 0800 774 7775, recebe orientações de equipe especializada”, acrescentou o presidente.

De acordo com o diretor técnico do Hospital Unimed Piracicaba, Ricardo Amalfi, a unidade implantou, recentemente, protocolo medicamentoso ambulatorial para beneficiários que passam pelo pronto atendimento de sintomas de gripe com suspeita e confirmação de Covid-19.

“Temos recomendado doses baixas de medicamentos que têm se mostrado eficazes no tratamento do vírus, que não afetam à saúde do paciente”. Conforme dados apurados esta semana, foram internados no complexo hospitalar durante a pandemia 466 pacientes, dos quais 141 precisaram de cuidados intensivos (UTI) e 325 de cuidados intermediários (enfermaria). “O índice de tratamento domiciliar tem sido satisfatório. Quanto ao uso de UTI e leitos de enfermaria 6,06% do total precisaram desses serviços”, finalizou Amalfi.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

18 − dez =