US Open: Bruno Soares pega algozes de atuais campeões na semifinal

US Open: Bruno Soares pega algozes de atuais campeões na semifinal
Fonte: Agência Brasil

O mineiro Bruno Soares está a dois jogos do bicampeonato de duplas do US Open. Nesta segunda-feira (7), pelas quartas de final, ele e o croata Mate Pavic, com quem atua desde o ano passado, aplicaram 2 sets a 0 nos britânicos Neal Skupski e Jamie Murray (que foi parceiro do brasileiro no título do Grand Slam em 2016). Na semifinal, Soares e Pavic encaram o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau, que bateram os colombianos Juan Sebastián Cabral e Robert Farah, atuais campeões do torneio, ainda na segunda fase.

A parceria entre o mineiro e o croata precisou de 24 minutos para fechar o primeiro set em 6/2. A segunda parcial foi mais complicada e durou quase uma hora, com as duplas cumprindo os serviços, forçando o tie-break. Soares e Pavic abriram 3 a 0, viram os britânicos virarem para 4 a 3, mas engataram quatro pontos seguidos e fecharam o set em 7/6 (7/4).

Antes de vencer Skupski e Murray, a dupla do brasileiro (o 27º do ranking da Associação dos Tenistas Profissionais) superou a parceria entre o argentino Horácio Zeballos e o espanhol Marcel Granollers, cabeça de chave número cinco, por 2 sets a 1. Pela na segunda fase, Soares e Pavic, que é o 17º do mundo, bateram os norte-americanos Jack Sock e Jackson Withrow por 2 sets a 0.

Rivais do mineiro na semifinal, Tecau e Rojer (que ocupam, respectivamente, as posições 20 e 21 da ATP) superaram nesta segunda-feira o indiano Rohan Bopanna e o canadense Denis Shapovalov por 2 sets a 0, com duplo 7/5. O holandês e o romeno, cabeças de chave número 12, atuam juntos desde 2014 e foram campeões do próprio US Open em 2017. No mesmo ano também levaram o título do Aberto da Austrália.

Além de Bruno Soares, o Brasil iniciou o US Open representado em mais duas parcerias masculinas. Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot, cabeças de chave número dois, foram surpreendidos ainda na primeira fase pelos belgas Joran Vliegen e Sander Gillé. Já a dupla formada por Marcelo Demoliner e o holandês Matwé Middelkoop seguiu à segunda rodada, mas acabou superada por Skupski e Murray.

US Open: Bruno Soares pega algozes de atuais campeões na semifinal