Vacina: mais de 200 mil doses aplicadas em Piracicaba

Foto: Alessandro Maschio/JP

Luciano Almeida é prefeito de Piracicaba

O artigo 6º da nossa Constituição garante ao cidadão brasileiro o acesso primordial à saúde. Um dos maiores desafios desta Administração tem sido fazer isso se cumprir, garantindo a todos o direito de se imunizar contra o vírus da Covid-19. Esta semana, Piracicaba atingiu a marca de mais de 200 mil doses aplicadas da vacina, sendo 162.403 com a 1ª dose e 54.182 com a 2ª dose (dados de 02/07). Este número representa que mais da metade dos piracicabanos, acima de 18 anos, já foram vacinados com a 1ª dose. Neste ritmo, conseguiremos, em breve, vacinar todos os piracicabanos. Falta Pouco.

Outro fato digno de nota é o sistema de agendamento de vacinação, o VacinaPira, criado nesta Administração. Por meio desta ferramenta ágil, democratizamos o processo de agendamento. Assim, temos presenciado, diariamente, que representantes de todas as classes sociais estão lado a lado na mesma fila do Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas. Prova de que o sistema de agendamento de vacinação tem funcionado a contento, sem privilegiar quem quer que seja.

A iniciativa de concentrar as ações no Ginásio Municipal Waldemar Blatkasukas também se mostrou acertada. Neste espaço mais amplo, onde até 10 equipes atuam ao mesmo tempo, conseguimos vacinar as pessoas dos mais diferentes grupos de comorbidades com agilidade, além dos próprios profissionais ligados à Educação, fato que não seria possível, utilizando apenas as unidades de saúde como estava sendo feito anteriormente.

O “vacinaço”, criado para vacinar o máximo de pessoas no mesmo dia, também surtiu efeito. No último sábado, 26/06, aplicamos mais de 14 mil doses, conseguindo vacinar 13.813 pessoas com a 1ª dose para 43 anos ou mais, gestantes, puérperas e pessoas com deficiência permanente com 18 anos ou mais, além de outras 219 pessoas, vacinadas com a 2ª dose. Para obter este resultado, disponibilizamos 46 equipes em 34 unidades de saúde, além do próprio Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas.

Importante ressaltar que com a vacinação contra a Covid-19, o município tem apresentado alta cobertura vacinal da população idosa, primeiro grupo contemplado por faixa etária. Como eram as faixas etárias que apresentavam casos mais graves da doença, a cobertura contribuiu para diminuir a letalidade dessa população.

Assim, Piracicaba se tornou uma das cidades com menor índice de letalidade por Covid-19 no estado em comparação com municípios de igual e maior porte. Hoje, conforme dados do governo do Estado de São Paulo por meio do Programa SP Contra o Novo Coronavírus, Piracicaba tem um indicador de 1,97%. A taxa em Piracicaba é inferior a media nacional, que é de 2,8% e da estadual, que é de 3,4%..

Na batalha pela conscientização de corações e mentes, lançamos várias campanhas nos últimos meses, elaboradas pelo Centro de Comunicação Social da Prefeitura (CCS). Na última delas, em parceria com o Esporte Clube XV de Novembro, utilizamos a imagem do Nhô-Quim, o querido mascote do alvinegro, para incentivar a população em atraso a tomar a 2ª dose da vacina contra a Covid-19.

Iniciamos também projeto-piloto para aplicação das vacinas contra Covid-19 em grandes empresas. A ação faz parte da estratégia de expandir os locais da vacinação no município, com objetivo de aplicar o imunizante no maior número possível de piracicabanos, sem sobrecarregar a vacinação que já está acontecendo no Ginásio Municipal e em outras unidades de saúde.

Sabemos que ainda temos um árduo caminho pela frente. Mas, a cada nova vacina aplicada, renasce a esperança por dias melhores. Acredite, com a ampliação da vacinação, o número de internações nas UTIs e enfermarias vai diminuir, assim como o número de óbitos que atingiram centenas de família na cidade. Falta pouco para nossa cidade voltar a sorrir.

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

4 × cinco =