Vacinação contra a gripe começa hoje (23)

Seguindo orientações do Ministério da Saúde, primeiros a receberem a vacina serão os idosos e profissionais da saúde (Foto: Amanda Vieira/arquivo/JP)

A campanha de vacinação contra a gripe (influenza) começa hoje (23) no Estado de São Paulo. Todos os postos de saúde do município vão atender a população em seus horários habituais (Crabs e UBSs, das 8h às 15 horas, e USFs, das 8h às 16 horas).

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, também haverá vacinação no Crab Paulista e no Ambulatório de Saúde Mental Vila Cristina (de segunda a sexta-feira, das 09h às 15h) e na Clínica de Atenção às Doenças Metabólicas – CADME (às segundas e quartas-feiras, das 9h às 13h, a partir de 25). “Para evitar aglomerações, os profissionais das unidades irão auxiliar na organização da fila para que as pessoas mantenham distância de aproximadamente um metro uma das outras”, destaca a assessoria da pasta.



O Ministério da Saúde tomou a decisão de realizar esta campanha com um mês de antecedência, que historicamente acontecia em abril, pelo momento que o mundo passa no combate ao coronavírus, apesar desta vacina não prevenir contra esse novo vírus, ajuda no diagnóstico diferencial do mesmo.

Destaca-se que os sintomas desta doença são semelhantes aos do coronavírus e essa antecipação visa reduzir a carga da circulação de influenza e H1N1 na população e minimizar o impacto sobre os serviços de saúde.

A síndrome gripal é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (idosos com 60 anos ou mais, profissionais da saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, crianças menores de 5 anos de idade, gestantes e outras condições especiais.

Assim, a vacinação dos grupos prioritários é fundamental como uma estratégia de prevenção, para a redução da ocorrência da doença, internações e óbitos.

O cronograma de vacinação da população-alvo segue as seguintes datas: de 23 de março até 15 de abril para idosos e trabalhadores da saúde; de 16 de abril a 8 de maio, mesmo público, porém com a inclusão de professores e funcionários das escolas públicas e privadas, pessoas com doenças crônicas, forças de segurança e salvamento; a partir de 9 de maio inclusão das crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, população prisional e os funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medida socioeducativas, pessoas na faixa etária de 55 a 59 anos.

Ainda, segundo a prefeitura, o Dia D para vacinação de todos os grupos prioritários acontecem no dia 2 de maio na Zona Rural e no de 9 de maio na Zona Urbana.