Vacinação tem dia de filas e aglomeração em Piracicaba

Saúde informou que problema ocorreu porque muitos usuários chegaram antes do horário marcado

Quem procurou o Ginásio de Esportes Waldemar Blatkauskas, em Piracicaba, para receber a dose da vacina contra covid-19 ontem enfrentou fila e aglomeração. Apesar de a orientação da Secretaria de Saúde para que as pessoas cheguem ao local com apenas cinco minutos antes do horário de agendamento, muitos se antecipam o que contribui para o aumento das filas e a consequente aglomeração.

Houve reclamação de falta de funcionários para orientar as pessoas na fila. No local também não há demarcação de distanciamento. Ontem, a Secretaria de Saúde informou que não houve atrasos nos horários agendados e reforçou que as pessoas cheguem ao local de vacinação cinco minutos antes do horário. A pasta informou também que, na tarde de ontem, haviam três servidores realizando a triagem e orientando o fluxo da vacinação e, em alguns momentos, até quatro funcionários. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, até às 16 horas de ontem, foram aplicadas 864 doses da vacina Oxford/Astrazeneca, produzida pela Fiocruz.

No total, Piracicaba vacinou com a primeira dose da vacina contra covid-19 até o último sábado, 11.352 pessoas com comorbidades. Seguindo o PEI (Programa Estatual de Imunização), esse grupo é composto por pessoas com comorbidades listadas pelo Ministério da Saúde com 40 anos ou mais, mulheres gestantes e que deram à luz há 45 dias (puérperas), ambas com comorbidades, pessoas com síndrome de Down com 18 anos ou mais e pessoas transplantadas com 18 anos ou mais. No município, as pessoas com síndrome de Down começaram a receber a 1ª dose da vacina no dia 11 de maio. Os transplantados, no dia 15 e as pessoas com comorbidades (de acordo com a faixa etária do PEI) estão sendo vacinadas desde 17 de maio.

Beto Silva

[email protected]

Leia Mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

nove + cinco =