Vai viajar? Conheça os ‘macetes’

Foto: Pexels

Há várias técnicas que fazem ser possível pagar até 95% mais barato em passagens aéreas

Escolher um local para viajar pode ser difícil, pois cada indivíduo possui gostos diferentes quando se trata de ‘turistar’. Praias, montanhas, cidades antigas, metrópoles famosas, todos os lugares podem ser possivelmente ideais para conhecer desde que esteja ao gosto do viajante. Por isso hoje, a Arraso vai dar dicas de como se preparar para viajar, seja qual o destino que for.

MILHAS

Antes mesmo de preparar a mala é necessário saber aonde viajar e como viajar. Recentemente os países estão se reabrindo para o turismo, inclusive vacinando os turistas como, por exemplo, os Estados Unidos. Muitos brasileiros querem aproveitar esse momento para voltarem a viajarem, mas devido a tanta procura e o reajuste da malha aérea as passagens ficaram mais caras. De acordo com a Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA), para as companhias aéreas atingirem o break even, ou seja, o ponto de equilíbrio para que possam pagar as contas sem prejuízo, precisarão aumentar os preços das passagens em até 54% do seu preço.
Para poder driblar esses ajustes financeiros e não pesar no bolso, o consultor Eloy Fonseca Neto, dono da conta @mestredasmilhas, fala sobre as vantagens de usar as milhas e como isso proporcionou ele viajar para 107 países.
Segundo Eloy, esse é um caminho sem volta. “Existem diversas técnicas que fazem ser possível pagar até 95% mais barato em passagens aéreas do que qualquer outra pessoa. Um exemplo é a compra de pontos da LATAM, em que, gastando 2 mil reais, é possível emitir um bilhete com milhas na classe executiva da Qatar Airways, que custa cerca de 40 mil reais. É uma tabela fixa de emissão, que não sofre com as variações das passagens pagantes. E são estratégias que também se aplicam a hotéis, aluguel de carro, tours e muito mais. E isso foi determinante para viajar tanto, gastando tão pouco”, afirma

DOCUMENTOS

Após saber qual destino quer viajar é preciso saber o que deve levar. Antes mesmo de descobrir que estilo de roupa é necessário para a viagem, deve procurar saber que documentos são importantes para evitar dores de cabeça futuras.
Se for para fora do país, o passaporte é essencial. Ele é um documento internacional e será aceito na maioria dos países, as únicas exeções que não se tornam necessárias o uso do passaporte são os países que fazem parte do Mercosul: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. O que eles irão exigir é o Registro Geral (RG), mas se você já tiver um passaporte, leve.
Outra preocupação que se deve ter é se o país necessita de visto ou não. Os brasileiros têm até certa liberdade, pois não são necessários em mais de 90 países diferentes, contudo, devido a pandemia, algumas legislações podem ter mudado, por isso cheque o site oficial do governo que pretende ir e se informe de todas as condições para poder visitar o lugar.
Caso precise de um visto, a maioria dos consulados são encontrados nas grandes capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília. Outra dica é que as vezes você pode já ter um visto de um país e envia-lo como documento para pedir para outro, como é o caso do visto canadense que, caso já possua o visto dos Estados Unidos, não terá necessidade fazer uma entrevista presencial para possuí-lo.

Agência Estado

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

3 × 5 =