Vazamento de água há 2 meses intriga moradores

Foto: Claudinho Coradini/JP

Morador diz que o problema ocorre há dois meses, mas que até agora nada foi feito

Um vazamento de água em dois pontos de uma tubulação de água do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) tem intrigado moradores do Jardim Gilda. De acordo com os relatos da população, o problema persiste há dois meses, sem que a autarquia tome providências.

O operador de máquinas Washington Luís de Souza Ferraz Santos contou que a água escorre diuturnamente dos canos e reclamou do desperdício.

“O Semae ‘fala’ que estamos em estiagem e que é preciso economizarmos água, mas ele mesmo permite esse desperdício há dois meses, acho que isso precisa ser denunciado pois eu já liguei lá e nada foi feito até agora”, afirmou o morador acrescentando que, ‘por causa desses vazamentos, a cidade lidera em perda de água’.

Santos disse que registrou o problema em fotos e vídeo. A princípio ele disse que o vazamento estava na tubulação de água que abastece o bairro.

O morador garantiu que não há falta de água na vizinhança, mas lamentou o desperdício em tempos de estiagem como a registrada neste ano.

O Semae informou ontem, por meio da assessoria de imprensa, que a tubulação de água citada pelo morador trata-se de ventosa de água bruta e que o produto não é potável. A autarquia informou que vai encaminhar uma equipe para providenciar a manutenção.

Segundo o serviço municipal, a tubulação de água bruta segue até a ETA (Estação de Tratamento de Água) do Capim Fino, onde é tratada. O Semae informou que o Gilda e região são abastecidos pela ETA Capim Fino.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × 4 =