Velocista Melânia Luz ingressa no Hall da Fama do COB

Velocista Melânia Luz ingressa no Hall da Fama do COB
Fonte: Agência Brasil

A velocista Melânia Luz dos Santos passará a integrar o Hall da Fama do Comitê Olímpico do Brasil (COB). A atleta, que faleceu em 2016 aos 88 anos de idade, foi três vezes medalhista sul-americana, além de ser a primeira mulher negra brasileira a participar de uma edição dos Jogos Olímpicos, em Londres (1948). A confirmação da homenagem ocorreu neste domingo (3).

Em 2020, a Assembleia Extraordinária da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) reconheceu Melânia Luz como membro emérito da entidade, por causa da sua participação no esporte depois de apenas 50 anos da abolição da escravatura no país. A família recebeu a homenagem do COB na categoria “In Memoriam”.

Assim, o atletismo passa a ter seis representantes no seleto grupo de homenageados: Melânia Luz, Adhemar Ferreira da Silva (bicampeão olímpico do salto triplo), Joaquim Cruz (ouro e prata olímpicos nos 800 metros), João do Pulo (duas medalhas olímpicas de bronze no salto triplo), Vanderlei Cordeiro de Lima (bronze olímpico na maratona) e Sylvio de Magalhães Padilha (finalista olímpico dos 400 metros com barreiras e ex-presidente do COB).

Além de Melânia, ingressaram no Hall da Fama nesse ano Manoel dos Santos (natação), Marcelo Ferreira (vela), Ricardo Prado (natação), Renan Dal Zotto (vôlei), Walter Carmona (judô) e Yane Marques (pentatlo). Os novos membros serão homenageados em eventos do COB e deixarão seus pés ou mãos eternizados em moldes que serão exibidos em uma futura exposição no Centro de Treinamento da entidade.

Velocista Melânia Luz ingressa no Hall da Fama do COB

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois + 16 =