Vereador propõe redução de 37% na tarifa social

Foto: Amanda Vieira/JP

O vereador de Piracicaba Fabrício Polezi (Patriota) defende a redução de 37,5% na tarifa social aplicada pelo Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto). A proposta foi apresentada e discutida nesta quarta-feira com o presidente da autarquia, Marcelo de Oliveira. De acordo com a proposta do parlamentar, a tarifa reduziria dos atuais R$ 40 para R$ 25.

O objetivo, segundo Polezi, é melhorar as condições de quem tem dificuldades de manter em dia o pagamento pelo serviço.

“Essa é uma demanda que muitas pessoas nos trazem e acredito que é importante isso ser debatido como forma de atender aquelas famílias que são mais carentes”, disse. Ele citou que o pedido foi encaminhado por moradores das regiões do Cecap, São Francisco e Água Branca.

Depois de apresentada durante a reunião, a proposta será encaminhada ao Semae por meio de ofício, conforme informou a assessoria do vereador.

Já o presidente do Semae afirmou que uma eventual mudança na tarifa social depende de levantamento sobre o impacto financeiro na autarquia e ainda nas questões relacionadas à legislação. “Piracicaba já tem um dos valores mais baixos, em se tratando de um município de porte médio”, apontou.

Durante a conversa com o vereador, Oliveira relatou a situação da autarquia que, segundo ele, “carece de novos investimentos”, como a finalização de obras na ETA (Estação de Tratamento de Água) Capim Fino, com o objetivo de aumentar em 30% a disponibilidade dos recursos hídricos aos munícipes.

Antes de definir os investimentos, sobretudo como captá-los, Oliveira disse que busca uma parceria com a Fundação da USP (Universidade de São Paulo) para fazer uma auditoria no Semae e assim definir quais são as principais intervenções necessárias. Ele lembra que, dentre os desafios mais urgentes, é diminuir as perdas, atualmente em 48,8% do que entra no sistema.

Polezi disse que ficou satisfeito com a conversa com o presidente do Semae, se colocou à disposição para contribuir na aprovação de convênios, assim como na busca por novos recursos.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezessete + 5 =