Vereador questiona qualificação de OS para UPA

Paulo Campos mostrou preocupação com o fato em fala durante a 6ª reunião extraordinária, nesta quinta- -feira (8). (Foto: Arquivo/JP)

O vereador Paulo Campos (Podemos) questionou a Prefeitura de Piracicaba por ter publicado decreto qualificando como organização social o INTS (Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde). Nele, é informado de que se trata de uma associação civil de direito privado sem fins lucrativos, com sede em Salvador (BA).

Paulo Campos mostrou preocupação com o fato em fala durante a 6ª reunião extraordinária, nesta quinta- -feira (8). Ele é autor do requerimento 389/2021, que passará por análise do plenário e que contesta a qualificação conferida pela Prefeitura à empresa, a qual responde a processos na Bahia e no Espírito Santo.

“Recebemos alguns documentos no sentido de que essa empresa responde a processos na Bahia, em que foi condenada a devolver quase R$ 400 mil, e está sendo objeto de investigação no Espírito Santo. O Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal já disseram que era para o Estado que fez a contratação dessa empresa que não desse continuidade. Me causa estranheza de por que Piracicaba vai buscar na Bahia uma empresa [com processos], me causa uma preocupação muito grande.”

No requerimento, Paulo Campos questiona, entre outros aspectos, se existe alguma justificativa para a escolha de uma instituição de outro Estado, se não foi possível encontrar outra mais próxima de Piracicaba e por que a parceria com uma instituição “altamente suspeita de se envolver em diversas irregularidades investigadas pelo Ministério Público”.

SUBSTITUTO

Suplente do Partido Liberal, Sérgio da Van ficará pelo período de 30 dias no gabinete do vereador Laércio Trevisan Jr., que se recupera, em casa, da Covid-19.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

4 × quatro =