Vereadora acompanha assinatura de doação do urso Juco a santuário

Urso irá para local adequado com conforto e paz (Maycon Barbon)

A vereadora Alessandra Bellucci (REP) acompanhou na tarde desta terça-feira (5), nas dependências do Zoológico Municipal de Piracicaba, a assinatura de doação do urso “Juco” para a Associação Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos, organização não-governamental que cuida de animais em Joanópolis, distante cerca 187 quilômetros de Piracicaba, na divisa com Minas Gerais (MG). O termo de doação foi assinado pelo secretário municipal de Defesa do Meio Ambiente, Alex Salvaia, na companhia da promotora pública do Gaema (Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente), do Ministério Público, Alexandra Facciolli Martins, e dos administradores do Rancho dos Gnomos, local onde o animal será transferido entre dezembro deste ano e janeiro de 2022, além de servidores e tratadores do local.

Urso está em quarentena, enclausurado, trancado e com visitação proibida para o público (Maycon Barbon)

O Juco é um urso que nasceu em Sorocaba “e por não ter um local adequado para abrigá-lo ele foi transferido ao Zoológico de Piracicaba”, relata a parlamentar. Ocorre que o urso foi colocado em uma jaula de 214 metros quadrados e acabou danificando a mesma por ser muito agitado. Há dois anos o animal foi removido para um regime considerado quarentena, numa jaula de 32 metros quadrados, com visitação proibida para o público.

Vereadora destaca que a prioridade do Juco será o bem-estar (Maycon Barbon)

O titular da Sedema explica que foi feito um comparativo na capacidade da estrutura que zoológico de Piracicaba oferece ao animal e o que poder a ser oferecido em Joanópolis a partir de dezembro de 2021, mês previsto para a remoção de Juco. “Nós conhecemos o local e lá tem vários outros animais e, do ponto de vista do bem-estar do urso, ali (Rancho dos Gnomos) é o melhor para que ele se estabeleça e possa viver os dias dele com muita tranquilidade”, reiterou Alex Salvaia em entrevista ao Departamento de Comunicação Social da Câmara.

Juco deverá ser transferido em dezembro de 2021 (Maycon Barbon)

A doação foi efetivada por meio de documento elaborado no próprio Zoológico Municipal de Piracicaba, mas a transferência efetiva de Juco se dará “após o Rancho dos Gnomos concluir a construção do recinto que o abrigará”, complementa Salvaia. Um dos motivos da entrega do mamífero para o município que vai abrigá-lo, explica o secretário, é que Piracicaba não tem condições de manter um local adequado para a permanência de forma segura de Juco.

Para a vereadora Alessandra Bellucci é fundamental o bem-estar do animal. “Nós estamos vivendo novos tempos na nossa cidade e tudo tem sido feito para a causa animal, inclusive para a vida do Juco”. O zoo de Piracicaba, explica a parlamentar, não tem o espaço apropriado para receber um animal desse porte. “Tiveram um problema no antigo recinto onde o urso ficava em decorrência de várias questões e ele foi colocado numa quarentena, justamente para a segurança dele. Surgiu a oportunidade do Juco viver num santuário, que é o que todos sonhamos para os animais silvestres e de grande porte”, frisou Alessandra.

RANCHO DOS GNOMOS

A Aserg (Associação Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos), futuro lar do urso, é uma associação civil sem fins lucrativos que atua desde 1991 na cidade de Joanópolis (SP). De acordo com informações dos gestores, a Aserg foi constituída como uma organização não-governamental no ano de 2000. “Quando fomos contatados o objetivo foi oferecer a melhor proposta para o animal, sendo que Joanópolis tem um clima agradável, próxima de montanhas, na divisa com o município de Extrema, sul de Minas Gerais”, explica a administradora do local, Sílvia Pompeu. “Eu sei que as pessoas vão sentir falta, mas o amor liberta, sendo que o Juco vai para uma condição melhor”, destacou.

O Rancho dos Gnomos é um santuário animal que acolhe animais apreendidos por órgãos oficiais, “principalmente aqueles que são vítimas de crimes ambientais”. A informação é de Marcos Pompeu, também gestor do local. O principal diferencial da transferência do urso é o espaço maior “e o clima ameno”. Pompeu explica que a unidade, além de ursos, tem outras espécies de animais como leões e animais silvestres em geral. A remoção do urso Juco será feita em um caminhão, em uma caixa grande, de modo não que prejudique o animal.

LEIA MAIS

Da Redação

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × 3 =