População acompanhou de perto do atendimento veterinário na comunidade

A veterinária Júlia Flórios juntou forças com a ONG animal Amor Sem Dono e, na terça-feira (15) da semana passada, realizaram uma ação voluntária na comunidade Renascer. Foi uma manhã de atendimento clínico a 20 pets, a maioria cachorros e apenas dois gatos filhotes.

A iniciativa, conta Júlia, partiu das meninas da ONG, que relataram sobre mortes de pets por cinomose na comunidade. “Fui sozinha, apenas com minha maleta, para atender ao menos 15 pets, mas no fim foram 20”, conta a veterinária. Na estimativa de Júlia, existem cerca de 80 cães na Renascer.

“Mas dois cães precisam de cirurgia. Ao menos 10 deles apresentaram sintomas de cinomose”. Como explica Júlia, os pets ainda precisam de atendimento de vermifugação e vacinação.

Júlia também aproveitou a manhã na comunidade para orientar os tutores sobre cuidados essenciais aos pets. “Falei sobre vacinas e como a cinomose é perigosa, que pode levar a óbito. Todos ouviram com atenção e fui super bem recebida. Foram educados, respeitaram fila e tudo em silêncio”.

Uma nova vista da veterinária à Renascer deve acontecer entre o fim de setembro e começo de outubro. “É preciso voltar para continuar o atendimento com os outros animais”, ressalta Júlia.

Ela e a ONG Amor Sem Dono também planejam realizar uma palestra no centro comunitário do local. “Uma ou duas, de forma que atenda todos os moradores que possuem pets de lá”.

Sobre os animais que precisam de cirurgia, Júlia conta que, um dos casos, é de um cachorro de pequeno porte que precisa remover um olho, podre.

“É uma cirurgia com um preço elevado e caro, principalmente para eles, então toda ajuda é bem-vinda. Consegui um desconto junto a um veterinário para fazer pela metade do preço”. A cirurgia, no entanto, depende de doações para a compra de materiais.

A ONG está com uma vakinha para conseguir fundos, desde os atendimentos com este da Julia até ração e medicamentos. Para mais informações, acesse o Facebook da Amor sem Dono.

CINOMOSE
A cinomose é uma doença grave que afeta principalmente cachorros filhotes e idosos que estejam com a imunidade baixa, mas pode acometer qualquer cão, em qualquer idade.

Os sintomas do vírus são comuns e fáceis de reconhecer. No entanto, quando não monitorada adequadamente, a doença pode ser fatal.

É transmitida a partir do contato do animal com um pet infectado, de maneira direta ou indireta. Por isso, é importante evitar compartilhar acessórios como comedouro, bebedouro e brinquedos.

Erick Tedesco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

seis − três =