Vida de monsenhor Juliani é tema de livro

livro Piracicabano Edilson de Morais é autor do trabalho. (Amanda Vieira/JP)

Acontece hoje, a partir das 16h, na sede do Cesac (Centro Social de Assistência e Cultura São José), situado no bairro Paulista, lançamento do livro biográfico do pároco emérito da Paróquia São José, Monsenhor Luiz Gonzaga Juliani. A obra, intitulada Monsenhor Juliani — Uma Vida de Fé e Doação, é de autoria do jornalista piracicabano Edilson Rodrigues de Morais. A produção é da Audaxia Agência Gráfica, em parceria com o IHGP (Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba). O evento nesta tarde tem entrada gratuita e é aberto ao público.

O livro conta a trajetória de Juliani, religioso natural de Capivari que mudou-se para Piracicaba no início dos anos 50 para trabalhar na Paróquia Imaculada Conceição, na Vila Rezende. Neste mesmo tempo, ele foi responsável pela coordenação do novo Seminário da Nova Suíça. No ano 1964, o ainda Cônego Luiz assumiu o cargo como pároco da Paróquia São José, onde fez história com uma vida de trabalho dedicada ao bem material e espiritual da comunidade.

“Ele (monsenhor) me convidou para fazer parte da obra. Para mim, foi relativamente fácil, pois eu já tinha uma convivência com ele e isso casou com a minha vontade de ter minha primeira obra como escritor. É um desafio muito diferente, pois quando fazemos biografias da vida das pessoas nos damos conta da dimensão da vida delas. Com a formação jornalística que eu tenho hoje, eu procurei não escrever somente a sua história, mas a história de um homem bom e que desde os 13 anos de idade e até hoje, com 91, procurou se dedicar aos outros”, comentou Morais, graduado em jornalismo há 24 anos.

A obra conta com 112 páginas, divididas em 27 capítulos, e tem diversas fotografias. A produção fotográfica da capa é de Fran Camargo. O livro aborda, entre outros acontecimentos da vida do pároco emérito, a responsabilidade dele no movimento Pastoral da Juventude e o incentivo em várias ações de melhoria social para as comunidades atendidas pelo Paróquia São José, local onde encerrou os serviços em uma missa festiva realizada em 5 de fevereiro de 2006.

Para o presidente do IHGP, Edson Rontani Júnior, a parceria para o desenvolvimento deste livro se justifica na preservação da história de pessoas que contribuíram com a comunidade. “O Monsenhor fez muitas ações que tiveram destaque na sociedade. Então, o livro vai muito além da história, vai para as ações que ele realizou e perduram até os dias de hoje”, afirmou.

O livro, que é subsidiado pela SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo), traz algumas histórias que se destacaram para Morais, como o encontro do monsenhor com o Papa João Paulo II. “Por mais que ele seja um padre há mais de 50 anos, não é fácil chegar até o Papa. Foi um dos momentos mais bacanas de registrar durante a construção do livro”, comentou o autor. Outra situação tratada é quanto à fama do religioso em “tirar demônio das pessoas”, o que é explicado por ele como “apenas apartava brigas com usuários de drogas e bebidas durante a juventude”.

Segundo Edilson Rodrigues de Morais, Monsenhor Juliani — Uma Vida de Fé e Doação foi escrito há dois anos e meio e a maior parte do livro foi composto com o auxílio da memória do monsenhor, classificada pelo jornalista como “ótima”. A obra também será disponibilizada em versão digital.

 SERVIÇO — Lançamento do livro Monsenhor Juliani — Uma Vida de Fé e Doação, de Edilson Rodrigues de Morais. Hoje, às 16h, no Cesac (rua Ubatuba, 61, Paulista). Entrada gratuita. Informações: (19) 3434-2020.

(Ana Caroline Lopes)