Vila Rezende ficou sem água por mais de 15 horas no fim de semana

Moradora relata que desabastecimento é recorrente; Semae afirmou que houve rompimento da rede que atende o bairro | Foto: Amanda Vieira/JP

No fim de semana dos dias 21 e 22 de novembro, moradores do bairro Vila Rezende ficaram sem fornecimento de água por mais de 15 horas. Segundo a professora de yoga Andreza Taglietti, a água parou de sair das torneiras por volta das 21h de sábado (21) e só retornou, de forma irregular ainda, no domingo (22) por volta das 13h30. Isso sem aviso prévio que ocorreria o desabastecimento. O fluxo foi normalizado apenas ontem de manhã, segundo a moradora.


Andreza conta que se mudou para Piracicaba há pouco tempo e que já enfrentou o desabastecimento de água “inúmeras” vezes. A professora afirmou que procurou pelo Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) por diversos canais, como telefone e whatsapp, para reclamar e cobrar explicações mas não teve sucesso.


“Eles não disponibilizam nenhuma informação no site nem em qualquer outro meio de comunicação com o consumidor. Ao tentar ligar nos números disponíveis, ou ninguém atende ou só dá ocupado. E o atendimento via whatsapp é ineficiente”, conta. “É uma falta de respeito com o consumidor e incompetência da gestão, pois não há justificativa para o corte da água. Quando houver corte de fornecimento por causa de racionamento, precisamos ser avisados do rodízio previamente”, enfatiza Andreza.


À reportagem do Jornal de Piracicaba, o Semae informou ontem que houve rompimento de rede na rua Augusto de Lello, provocando desabastecimento nos bairros atendidos pelo reservatório da Via Rezende”, diz em nota.


O Serviço informou que a manutenção foi finalizada na manhã do domingo e que a “normalização ocorre de forma gradativa”. “Conforme artigo 94, da Resolução 137/2016 da Agência Reguladora ARES-PCJ: ‘Toda unidade habitacional unifamiliar deverá ter em suas instalações hidráulicas internas, uma reservação de 250 litros por dormitório, sendo que a reservação mínima é de 500 litros’”, diz ainda a nota.

O Semae foi questionado se houve algum problema com os canais de comunicação com o consumidor durante o fim de semana, mas não se manifestou sobre esse ponto na nota enviada à redação.

Andressa Mota

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

5 × quatro =