Vinagre de maçã, um elixir da boa saúde

O alimento fermentado contribui para a perda de peso e a beleza da pele e dos cabelos, entre inúmeros benefícios | Foto: Divulgação

O vinagre de maçã, ingrediente indispensável no tempero de saladas e na preparação de molhos agridoces, é também um elixir da boa saúde. Hipócrates, o pai da medicina moderna, receitava oxymel aos seus pacientes, uma mistura de vinagre, água e mel, como forma de prevenir doenças e rejuvenescer o corpo. Além de contribuir para a plenitude física, o vinagre de maçã mostra sua versatilidade no tratamento dos cabelos e da pele.


Alimento fermentado, o vinagre de maçã tem propriedades anti-inflamatória e antimicrobiana. O consumo como alimento ou em pequeninas doses diárias diluídas em água ajuda a reduzir o colesterol, auxilia no controle do diabetes, melhora a digestão e diminui a pressão arterial, entre outros benefícios. Alguns compostos encontrados no vinagre de maçã agem dificultando a absorção de carboidratos no intestino e, com isso, favorecem a perda de peso. A presença de antioxidantes atua para retardar o envelhecimento.


Rodrigo Margoni, especialista em vinagres, destaca entre as substâncias presentes no vinagre de maçã a pectina. “Esta é uma fibra solúvel que contribui para diminuir a fome”, afirma. Consumidor regular do alimento fermentado, Margoni costuma ingerir 10ml (uma tampinha) diluídos em um copo de água pelo menos três vezes ao dia. “A sensação de saciedade é incrível, justamente pela presença da pectina”, diz.

LEIA MAIS:


Como sócio-proprietário da Almaromi Viccino, empresa pioneira na produção natural de vinagre de maçã no Brasil, Margoni explica a diferença entre o produto natural e o orgânico. “Tanto um quanto o outro são obtidos sem o uso de conservantes. O vinagre orgânico tem a certificação de que foram utilizadas maçãs produzidas sem o uso de defensivos agrícolas”, afirma. “Nosso vinagre natural tem como matérias-primas as variedades fuji e gala, que resultam em um produto de altíssima qualidade”, completa.

PELES E CABELOS
Os ácidos acético, cítrico, lático e succínico, presentes no vinagre de maçã, têm ação antimicrobiana contra a bactéria causadora da acne na pele. Nunca, no entanto, deve ser aplicado puro sobre a pele, pois pode causar queimaduras. Recomenda-se diluir uma colher de vinagre de maçã em um copo de água e só então passar na pele, removendo a mistura alguns segundos depois.


Cabelos quebradiços e oleosos têm no vinagre de maçã um poderoso aliado. Para obter bons resultados, deve-se misturar uma colher de vinagre em um copo de água e depois borrifar nos fios. Na sequência, aplica-se, mecha a mecha, um creme de tratamento indicado para cada tipo de cabelo. É preciso esperar por três a cinco minutos com touca térmica ou toalha umedecida em água quente para agir. A seguir, os cabelos devem ser enxaguados.


Seja ingerindo ou aplicando para melhorar a saúde da pele e dos cabelos, qualquer uso que se pretenda fazer deve ter indicação médica, pois cada organismo reage de uma forma às substâncias presentes no vinagre de maçã.

VINAGRE NA HISTÓRIA
Na Roma antiga, as legiões de soldados tomavam o cuidado de transportar o vinagre em odres, pois sabiam de sua importância para o preparado da Posca (vinagre misturado com água e ervas aromatizantes). A bebida fortalecia os guerreiros e combatia a fadiga.


Na China, era comum o uso do vinagre para evitar doenças e curar feridas. No Japão, os samurais utilizavam o vinagre de maçã como um potente tônico para dar força e saúde.


Em Paris, na Idade Média, o vinagre de maçã era vendido como desodorante corporal. Atualmente, há várias teses de doutorado e muitas dissertações de mestrado sobre os usos medicinais do vinagre. Há mais 300 publicações catalogadas sobre o tema em várias línguas, além de vários sites na internet que tratam do assunto.

Da Redação

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × 1 =