Vítima de atentado em ônibus de Piracicaba deixa a UTI e vai para a enfermaria

Foto: Amanda Vieira/JP

O jovem Alan Pressutto, de 28 anos, uma das vítimas do atentado ocorrido dentro de um ônibus no Centro de Piracicaba (SP), no último dia 21 de junho, deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HFC (Hospital dos Fornecedores de Cana). Essas informações foram confirmadas ao JP pela própria unidade de saúde.

Ainda de acordo com o hospital, “o paciente foi para a enfermaria e seu estado de saúde é estável.” Ainda não há previsão de alta.

O CASO — José Antonio de Santana Filho, de 52 anos, entrou no ônibus TCI/Vila Sônia (linha 444) ainda dentro do TCI (Terminal Central de Integração) no centro do município. Assim que o coletivo saiu do terminal e adentrou a avenida Armando de Salles Oliveira, ele sacou uma faca de açougueiro, que estava em sua posse, e desferiu facadas em seis passageiros que estavam no ônibus. Como resultado da ação, três pessoas faleceram ainda no local; outras três foram socorridas com ferimentos.

As vítimas fatais foram Roseli Ramalho Ferreira, de 55 anos; Valdemar da Silva Venâncio, de 68 anos; e Adriana Coelho da Silva, de 42 anos. Os sepultamentos ocorreram na tarde de quarta-feira, 22 de junho.

As qualificadoras da denúncia feita pelo Ministério Público de Piracicaba e que recairão sobre José Antonio de Santana Filho são motivo torpe, meio cruel, perigo comum e recurso que dificultou a defesa das vítimas. A denúncia foi feita por Aloisio Antonio Maciel Neto, promotor de Justiça.

Rafael Fioravanti | [email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

5 × 2 =