Número de gatos abandonados tem crescido na região da praça Boyes. (Crédito: Amanda Vieira/JP)

Voluntários que cuidam de gatos abandonados na região da antiga fábrica Boyes, na rua Luiz de Queiroz, no centro, mobilizam apelo, via redes sociais, pedindo ajuda à sociedade por meio de doação de ração, água e castrações.


O local é conhecido como colônia de gatos a céu aberto. Os vizinhos relatam que o número de gatos vem aumentando, sendo importante a castração dos que já estão lá para evitar o crescimento da colônia.

Ivanete e o marido cuidam dos gatos há mais de um ano. (Crédito: Amanda Vieira/JP)


Ivanete Soares, proprietária de um dos restaurantes próximos ao local, conta que ela e o marido cuidam dos gatos há quase dois anos. “[As pessoas] podem ajudar com castração principalmente porque alimento e água, acho que muita gente ajuda”, relata. “Algum veterinário que estiver disponível [pode] ajudar com a castração, com vermífugo, com vacina”, completa.


As pessoas interessadas em ajudar podem ir até o local, conversar com a vizinhança para fazer as doações, adotar os gatos e custear a castração.


A protetora Andreia Golineli já ajudou a colônia de gatos na fábrica quando morava em Piracicaba. Para realizar a castração dos gatos, chegou a vender doces para arrecadar recursos. “Talvez as pessoas pudessem ajudar com ração, um lar temporário, auxílio no pagamento de uma castração”, explica. “[…] Depende muito da situação. O trabalho é mais de voluntários que montam gatoeira, é por amor aos animais que a gente faz”, ressalta.

CASTRAÇÃO GRATUITA
O Canil Municipal, do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) realiza castração gratuita de cães e gatos em Piracicaba. ONGs (Organizações Não Governamentais) e protetores independentes podem fazer o agendamento diretamente no canil.


Essas castrações são realizadas em situações especiais, como animais de acumuladores – após equipe do canil avaliar as condições clínicas e sanitárias dos animais, cães e gatos retirados da rua em estado de abandono e de comunidades carentes. Para isso, o animal deve ser levado ao canil por um representante da ONG ou pelo protetor envolvido na ação, que deverão estar cadastrados no canil.


A população pode fazer o agendamento da castração de cães e gatos das famílias em unidades de saúda da Atenção Básica do bairro onde mora. O canil fica na rua dos Mandis, s/n, no bairro Jardim Jupiá. O telefone para contato é (19) 3427-2721.

Andressa Mota

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × quatro =