Voos durante a gravidez: como orientar a paciente?

Foto: Freepik

Com a retomada gradual às atividades de rotina, voltam também as movimentações intensas em aeroportos, e um problema que havia ficado em segundo plano durante a pandemia vem à tona novamente: as viagens de avião realizadas pelas gestantes.

Seja a turismo ou a negócio, o embarque de mulheres grávidas pode ser um risco para a própria saúde e a do bebê – e cabe ao médico tocoginecologista orientá-la da melhor maneira quanto às dúvidas, medos e possíveis mal-estares apresentados pela paciente. Por isso, a Regional ABC da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP) promoverá, em 1° de março, live sobre Medicina Aeroespacial e as novas perspectivas para o pós pandemia.

“A Medicina Aeroespacial trata justamente dessa questão: o ambiente dentro de um avião é diferente e até hostil ao corpo humano, já que tem menos oxigênio e a pressão atmosférica é menor. Na maioria das vezes, as pessoas se adaptam sem perceber. Mas, no caso de gestantes ou, por exemplo, pacientes com enfisema, doenças cardíacas e asma, o impacto fisiológico é grande e pode configurar ameaça à saúde”, explica dr. Marco Cantero, ginecologista e membro da Câmara Técnica de Medicina Aeroespacial do Conselho Federal de Medicina (CFM) e palestrante do encontro.

Voltada para ginecologistas e obstetras associados, a reunião trará dicas aos profissionais sobre como instruir as pacientes em relação aos riscos, cuidados e períodos em que gestante está ou não autorizada a viajar de avião.

Realizada de forma online, às 20h, a live será a sexta edição de uma série realizada pela Regional ABC aos seus associados. O diretor científico da instituição, dr. Rogério Tadeu Felizi, bem como a presidente, dra. Elizabeth Jehá Nasser, também marcarão presença no debate.

“O que nos despertou a curiosidade em abordar esse tema foi a própria situação da pandemia. Por exemplo, como ficarão as viagens de agora em diante? Vamos trazer informações novas e atualizadas aos profissionais para sanar todas as dúvidas”, pontua dr. Felizi.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

18 + 19 =