Presente na campanha da A2 de 2019, Walfrido retorna ao XV (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

Após uma semana sem jogos, o XV de Piracicaba volta a campo hoje, às 18h30, diante do Red Bull Brasil, no Estádio Barão da Serra Negra, em Piracicaba, pela oitava rodada do Campeonato Paulista Série A2. O Nhô Quim vem de quatro vitórias seguidas (três na Série A2) e precisa do resultado positivo para continuar no G-8 da competição, enquanto que o Toro Loko, que não briga pelo acesso, quer dificultar a vida do Alvinegro.

Para a partida diante do Red Bull, o Nhô Quim poderá ter uma reestreia na equipe, com a volta do volante Walfrido, que participou da campanha da Série A2 do ano passado e voltou para buscar o acesso. “A Expectativa de voltar é boa, já que a equipe reagiu bem. Já estava jogando e espero me entrosar rapidamente para ajudar os meus companheiros”, disse Walfrido, que estava no Anapólis-GO, disputando o Campeonato Goiano.

O volante falou sobre o entrosamento da equipe, já que reencontrou diversos atletas com quem trabalhou no ano passado. “Já conhecia alguns jogadores, a maioria aliás, e creio que isso ajuda bastante no entrosamento, já que tenho uma ideia do posicionamento dos meus colegas e isso conta muito. Espero fazer boas partidas como no ano passado”, explicou.

O novo velho atleta do Nhô Quim falou o nível da Série A2 e sobre o Red Bull Brasil, que, por ser uma filial do Red Bull Bragantino, é a única equipe que não pode subir para a Série A1. “Sabemos que é uma competição difícil e que em casa somos fortes, portanto, esperamos conquistar os três pontos e encostarmos na parte de cima da tabela. Eles vêm sem esse peso (acesso) e nos temos o peso de vencer em casa. Ao contrário deles nos lutamos para subir e espero que uma dessas vagas seja nossa”, detalhou o volante.

Além de Walfrido, o XV contratou o também volante Gabriel Soares, que disputou o primeiro turno do campeonato gaúcho com o Pelotas-RS. A posição, aliás, está carente no Nhô Quim, já que os três volantes de origem da equipe se machucaram. “Infelizmente os meus colegas se machucaram, mas isso faz parte da nossa profissão, até mesmo jogadores de outras posições como laterais e zagueiros jogaram como volantes. Creio que se vir uma oportunidade iria aproveitá-la e espero que eles estejam prontos logo para termos uma disputa sadia”, comentou Walfrido, que já pode jogar domingo, enquanto Gabriel Soares depende de documentação para entrar em campo.

A última partida entre XV e Red Bull no Barão foi na Copa Paulista de 2013, em jogo que terminou empatado em 3 a 3, com os gols do Nhô Quim sendo marcados por Romarinho (atualmente na Portuguesa Santista), Rafael Rosa (na Caldense-MG) e Welton Paraguá, o Chimbinha (atleta do Maringá-PR). A última vitória do Alvinegro em casa sobre o Toro Loko foi na Copa Paulista de 2016, quando venceu por 1 a 0, gol de Rodolfo (atualmente no Rio Preto).



Mauro Adamoli

[email protected]



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × 4 =