XV de Piracicaba tem a terceira tabela mais difícil na reta final da Série A2

XV de Robertinho não terá vida fácil na reta final (Foto: Ale Vianna/CA Juventus)

Após uma maratona de oito jogos em quatro semanas, o XV de Piracicaba aproveita a semana livre de partidas para se preparar para a reta final do Paulistão Série A2 e da Copa do Brasil. O Nhô Quim aparece na quinta colocação do Estadual, com 11 pontos, e está classificado para a segunda fase da copa nacional, na qual enfrentará o Juventude-RS.

Mesmo vindo de quatro vitórias seguidas na temporada, sendo três na Série A2, o Nhô Quim não terá vida fácil em busca da classificação, já que terá, na teoria, a terceira tabela mais complicada do Paulistão. Levando em consideração os pontos conquistados nas sete primeiras rodadas por todas as equipes, os próximos adversários do XV somam, juntos, 80 pontos, sendo que cinco deles estão no G-8 junto com o Alvinegro, enquanto apenas um está na zona de rebaixamento.

O XV ainda enfrentará os quatro primeiros colocados no momento, sendo que três destas partidas serão disputados fora de casa, diante do líder Monte Azul, do terceiro São Bernardo e do quarto colocado Taubaté. Apenas a vice-líder Portuguesa Santista vem para Piracicaba enfrentar o Nhô Quim. Em compensação, os outros quatro jogos da equipe serão todos no Barão da Serra Negra, incluindo o Sertãozinho, atual oitavo colocado.

A equipe com a tabela mais difícil até o final do campeonato é o terceiro colocado São Bernardo FC, cujos adversários têm um total de 87 pontos atualmente. Das outras sete equipes no G-8, o Bernô enfrentará seis delas na fase final da competição (o Atibaia é a única exceção), porém destas partidas, quatro serão no Estádio Primeiro de Maio, contra Portuguesa Santista, Rio Claro, Monte Azul e XV, viajando para enfrentar o Sertãozinho e o Taubaté.

O Burro da Central também não terá vida fácil na reta final, com a segunda tabela mais complicada, com os rivais somando 83 pontos juntos. Assim como o XV, o Taubaté também terá mais jogos fora contra os adversários na zona de classificação para a próxima fase (viaja para enfrentar a Portuguesa Santista, Rio Claro e Sertãozinho), recebendo XV e São Bernardo. O líder Monte Azul tem a quarta tabela mais difícil, com os adversários somando 78 pontos.

Em contrapartida, o Audax tem a tabela mais fácil até o final da competição, já que seus adversários somam apenas 67 pontos. A equipe de Osasco ainda enfrenta quatro times do G-8, porém apenas um deles tem mais do que 10 pontos (o líder Monte Azul), além de ainda enfrentar os dois times da zona de rebaixamento (São Bento e Votuporanguense).

O Rio Claro tem a segunda tabela mais fácil (68 pontos), disparada a mais fácil das equipes dentro do G-8 e ainda enfrentará os dois últimos colocados em casa nas próximas duas rodadas. O São Bento, que disputará a Série C do Brasileirão no próximo semestre, tem decepcionado até aqui, porém terá a terceira tabela mais fácil (69), tendo uma ótima chance de se recuperar. Por fim, o Atibaia tem a quarta tabela mais fácil (70 pontos) e será o time que menos enfrentará adversários do atual G-8 até o final da competição (Monte Azul e Rio Claro).

Na sequência, da tabela mais difícil para a mais fácil, aparecem o Juventus (77), Red Bull (76), Portuguesa Santista (76), Votuporanguense (74), Penapolense (74), São Caetano (72), Sertãozinho (71) e Portuguesa (70).

Mauro Adamoli

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

seis + 5 =