XV enfrenta a Portuguesa por uma vaga na semifinal da Série A2

XV joga por um empate após vitória no Barão (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O XV de Piracicaba enfrenta a Portuguesa nesta segunda-feira (14), às 17h, no Estádio do Canindé, em São Paulo. O confronto é válido pelo jogo de volta das quartas de final do Campeonato paulista Série A2 e vale uma vaga entre os quatro semifinalistas que brigarão pelo acesso na fase seguinte. Por ter vencido o primeiro jogo por 3 a 2, o Nhô Quim joga pelo empate, enquanto a Lusa precisa vencer por um gol de diferença para levar aos pênaltis e por dois ou mais para avançar.

Uma das armas da equipe é o meio-campo Daniel Costa, que marcou três gols na primeira partida. O meia, que marcou três gols pela primeira vez na carreira falou da sensação, já que é piracicabano e começou na base do XV. “Foi uma sensação boa já que foi na minha cidade. Muitas pessoas me ligaram, algumas que não falavam por um tempo. Em razão desde acontecimento tive contato com outros e por estar em casa nos sentimentos mais à vontade”, disse o meia, projetando a partida desta segunda.

Acredito que será mais um jogo difícil, não acho que eles entrarão mordidos em razão das reclamações dos pênaltis, mas por ter perdido o jogo. Era um time que vinha de uma sequência invicta e sem levar gols, então acabaram perdendo isso. Será um jogo, que por si só, irão querer nos vencer, então temos que ir lá muito concentrados e ligados para não termos nenhum tipo se surpresa”, complementou o atleta.

Por fim o atleta falou sobre o que achou da repercussão da partida na mídia paulistana, que só deu destaque para os pênaltis marcados, menos prezando a atuação e garra que o XV teve para virar a partida. “Honestamente nem temos nos preocupado com isso, porque sabemos que a imprensa gosta mais de valorizar os erros e as coisas ruins do que propriamente falar vem do jogo. Tivemos muitas coisas boas no jogo, mas ninguém falou sobre isso, então vamos com a cabeça bem tranquila para a partida. Não queremos dar resposta para ninguém, mas querendo somente passar para nos classificarmos para pensar na semifinal”, completou o meia quinzista.

O último confronto entre as equipes no Canindé foi no dia 22 de janeiro e terminou com vitória da Lusa por 2 a 0, dois gols de Lúcio Flávio. O Nhô Quim não vence a Lusa no estádio adversário desde 1984, quando venceu pela Série A1 daquela temporada por 1 a 0, gol de Aílton Luiz. Desde então foram 14 jogos, com seis vitórias dos paulistanos e oito empates.

O XV poderia ter conquistado uma vitória no Paulistão de 1988, porém um fato inusitado ocorreu neste confronto. No dia 18 de maio, o Alvinegro vencia por 1 a 0, até que, aos 5 minutos do segundo tempo, as luzes do Canindé se apagaram. Um gato, entrou (ou foi jogado) na caixa de força foi o culpado A partida foi suspensa e disputada desde o início no dia 2 de junho, com vitória da Lusa venceu por 1 a 0.

O último empate entre eles na capital foi na Série A2 de 2018, em partida que terminou em 1 a 1. Everton foi o gol do XV e Evaristo Piza era o treinador na ocasião.

Mauro Adamoli